Categoria: Emagrecimento

Como perder peso

Como perder peso

Você tem problemas para perder peso? Ou você gostaria de perder mais rápido? Você veio ao lugar certo. Prepare-se para perda de peso sem fome.

A triste verdade é que as ideias convencionais – comem menos, correm mais – não funcionam a longo prazo. Contando calorias, exercitando-se por horas todos os dias e tentando ignorar sua fome? Isso é sofrimento desnecessário e desperdiça seu tempo e preciosa força de vontade. É perda de peso para masoquistas. Eventualmente quase todo mundo desiste. É por isso que temos uma epidemia de obesidade. Felizmente há um caminho melhor.

A linha inferior? Seu peso é hormonalmente regulado. Se você reduzir os níveis do hormônio que armazena gordura, a insulina, será mais fácil perder o excesso de peso.

Top 18 dicas de perda de peso
Você está pronto? Aqui vamos nós. Comece no topo da lista (mais importante) e desça o quanto você precisar. Clique em qualquer dica para ler tudo sobre isso. Talvez você só precise do primeiro conselho?

Escolha uma dieta baixa em carboidratos
Coma quando estiver com fome
Coma comida de verdade
Coma apenas quando estiver com fome
Meça seu progresso com sabedoria
Seja persistente
Evite frutas
Evitar cerveja
Evite adoçantes artificiais
Revise os medicamentos
Estresse menos, durma mais
Coma menos laticínios e nozes
Suplementar vitaminas e minerais
Use o jejum intermitente
Exercite-se sabiamente
Alcançar a cetose ideal
Obtenha seus hormônios verificados
Considere pílulas para perda de peso (se estiver desesperada)
Prefere assistir a um vídeo?
The 5 Most Imp
Dezoito dicas demais para você? Confira nosso popular curso de vídeo com os cinco mais importantes. Inscreva-se para obter atualizações gratuitas e você terá acesso instantâneo a ele:

Enter email address
Inscrever-se!

1. Escolha uma dieta baixa em carboidratos
Salada Keto Cobb com molho de rancho

Se você quer perder peso, você deve começar evitando açúcar e amido (como pão, macarrão e batatas). Esta é uma ideia antiga: há 150 anos ou mais , tem havido um grande número de dietas para perda de peso com base na ingestão de menos carboidratos. O que há de novo é que dezenas de estudos científicos modernos provaram que, sim, a baixa carb é a maneira mais eficaz de perder peso .

Obviamente, ainda é possível perder peso em qualquer dieta – basta comer menos calorias do que você queima, certo? O problema com este conselho simplista é que ele ignora o elefante na sala: Fome. A maioria das pessoas não gosta de “comer menos”, isto é, sentir fome para sempre. Isso é dieta para masoquistas. Mais cedo ou mais tarde, uma pessoa normal vai desistir e comer, daí a prevalência da “dieta yo-yo”.

A principal vantagem da dieta baixa em carboidratos é que ela faz com que você queira comer menos . Mesmo sem contar as calorias, a maioria das pessoas com excesso de peso ingerem muito menos calorias em carboidratos baixos. Açúcar e amido podem aumentar sua fome, enquanto evitando-os pode diminuir seu apetite para um nível adequado. Se o seu corpo quer ter um número adequado de calorias você não precisa se preocupar em contá-las. Assim: as calorias contam, mas você não precisa contá-las.

Um estudo de 2012 também mostrou que pessoas com uma dieta baixa em carboidratos queimaram mais 300 calorias por dia – enquanto descansavam ! De acordo com um dos professores de Harvard por trás do estudo, essa vantagem “seria igual ao número de calorias normalmente queimadas em uma hora de atividade física de intensidade moderada” . Imagine isso: uma hora inteira de bônus de exercício todos os dias, sem realmente se exercitar. Um estudo posterior, ainda maior e mais cuidadosamente realizado confirmou o efeito, com diferentes grupos de pessoas com dietas baixas em carboidratos queimando uma média entre 200 e quase 500 calorias extras por dia. 1

Bottom line: Uma dieta baixa em carboidratos reduz a fome e torna mais fácil comer menos. E pode até aumentar sua queima de gordura em repouso. Estudo após estudo mostra que a baixa carb é a maneira inteligente de perder peso e que melhora importantes marcadores de saúde .

Saiba mais sobre keto e low-carb
Você quer saber mais sobre exatamente o que comer em carboidratos, exatamente como fazê-lo, possíveis problemas e soluções … e muitas ótimas receitas? Confira nosso guia para iniciantes . Alternativamente, você pode tornar o baixo nível de carboidrato ainda mais simples inscrevendo-se em nosso desafio gratuito de duas semanas .

Planejador de refeições e centenas de vídeos
Obtenha a experiência completa de Diet Doctor com planos ilimitados de baixo consumo de carboidratos e refeições cetônicas, listas de compras e muito mais com um teste de associação gratuito .

Inscrever-se!
Como comer um curso de vídeo ceto

Curso de vídeo com baixo teor de carboidratos
Você quer assistir a um vídeo de 11 minutos de alta qualidade sobre como consumir carboidratos com baixo teor de gordura (ceto)? E sobre as coisas mais importantes para pensar? Inscreva-se para obter atualizações gratuitas e você terá acesso instantâneo:

Enter email address
Inscrever-se!

2. Coma quando estiver com fome
O que fazer com o parceiro?
Não tenha fome. O erro mais comum ao iniciar uma dieta baixa em carboidratos: Reduzir a ingestão de carboidratos enquanto ainda tem medo de gordura. Carboidratos e gordura são as duas principais fontes de energia do corpo e precisam de pelo menos um deles.

Baixo teor de carboidratos E baixo teor de gordura = fome
Evitar carboidratos e gorduras resulta em fome, desejos e fadiga. Mais cedo ou mais tarde as pessoas não aguentam e desistem. A solução é comer mais gordura natural até que você se sinta satisfeito . Por exemplo:

manteiga
Creme cheio de gordura
Azeite
Carne (incluindo a gordura)
Peixe gordo
Bacon
Ovos
Óleo de coco, etc.
Top 10 maneiras de comer mais gordura

Sempre coma o suficiente , para que você se sinta satisfeito, especialmente no início do processo de perda de peso. Fazendo isso em uma dieta baixa em carboidratos significa que a gordura que você come será queimada como combustível pelo seu corpo, como seus níveis de insulina de armazenamento de gordura hormônio serão reduzidos. Você vai se tornar uma máquina de queima de gordura. Você perderá o excesso de peso sem fome.

Você ainda tem medo de gordura saturada? Não. O medo da gordura saturada é baseado em teorias obsoletas que foram provadas incorretas pela ciência moderna . A manteiga é uma boa comida. No entanto, sinta-se livre para comer gordura principalmente insaturada (por exemplo, azeite, abacate, peixe gordo), se você preferir. Isso poderia ser chamado de uma dieta mediterrânea de baixo carboidrato e funciona muito bem também .

Comer quando está com fome também implica outra coisa: se você não está com fome, provavelmente não precisa comer ainda . Quando em uma dieta keto você pode confiar em seus sentimentos de fome e saciedade novamente. Sinta-se à vontade para comer quantas vezes por dia que funcione melhor para você.

Algumas pessoas comem três vezes ao dia e ocasionalmente lancham entre elas (note que lanches freqüentes podem significar que você se beneficiaria com a adição de gordura às refeições, para aumentar a saciedade). Algumas pessoas só comem uma ou duas vezes por dia e nunca lancham. Tudo o que funciona para você. Apenas coma quando estiver com fome.

Leia mais sobre por que comer quando está com fome é mais inteligente do que contar calorias

Saiba mais sobre como abastecer seu corpo com gordura

3. Coma comida de verdade
Compras mulher
Outro erro comum ao comer uma dieta baixa em carboidratos é ser enganado pelo marketing criativo de produtos especiais de “baixo teor de carboidratos”.

Lembre-se: Uma dieta baixa em carboidratos para perda de peso deve ser baseada em comida de verdade .

Comida de verdade é o que os humanos têm comido por milhares ou (ainda melhor) milhões de anos, por exemplo, carne, peixe, legumes, ovos, manteiga, azeite de oliva, nozes etc.

Se você quer perder peso, é melhor evitar produtos especiais “low-carb” cheios de carboidratos. Isso deve ser óbvio, mas os profissionais de marketing criativos estão fazendo tudo o que podem para enganar você (e conseguir seu dinheiro). Eles vão te dizer que você pode comer biscoitos, massas, sorvetes, pão e muito chocolate em uma dieta baixa em carboidratos, contanto que você compre sua marca. Eles estão cheios de carboidratos. Não se deixe enganar.

Como cerca de pão low-carb? Tenha cuidado: se for assado com grãos, certamente não é baixo em carboidratos. Mas algumas empresas ainda tentam vendê-lo para você como uma opção de baixo teor de carboidratos.

O chocolate com baixo teor de carboidratos é geralmente cheio de álcoois de açúcar, que o fabricante não conta como carboidratos. Mas aproximadamente metade desses carboidratos pode ser absorvida, aumentando o açúcar no sangue e a insulina. Os carboidratos restantes acabam no cólon, potencialmente causando gases e diarréia. Além disso, qualquer adoçante pode manter o desejo de açúcar.

Aqui estão três exemplos do que evitar:

Bolinhos de conto de fadas de Atkins
Pão com pouco carboidrato da Julian Bakery
A fraude de massas de Dreamfields (que finalmente resultou em uma multa de 8 milhões de dólares! )
Essas três empresas não são exclusivas. Existem milhares de empresas semelhantes tentando convencê-lo a comprar sua junk food “baixa em carboidratos”, cheia de amido, açúcar-álcool, farinha de trigo, adoçantes e aditivos estranhos. Duas regras simples para evitar esse lixo:

Não coma versões com baixo teor de carboidratos de alimentos ricos em carboidratos, como biscoitos, barras, chocolate, pão, massas ou sorvetes – a menos que você tenha certeza dos ingredientes (talvez de fazer você mesmo).
Evite produtos com as palavras “carboidratos líquidos”. Isso geralmente é apenas uma maneira de te enganar.
Concentre-se em comer alimentos de boa qualidade e minimamente processados. O ideal é que a comida que você compra não tenha sequer uma lista de ingredientes (ou deve ser muito pequena).

Leia mais sobre produtos falsos com baixo teor de carboidratos

Leia mais sobre adoçantes

Menos moderação, mais qualidade
Finalmente – esqueça o fracassado lema da dieta “tudo com moderação” de nutricionistas sem noção. É um conselho terrível e os americanos que comem uma dieta mais diversa realmente ganham mais peso .

Não coma tudo com moderação. Coma o máximo de comida saudável, sempre que estiver com fome. Coma o menor lixo que puder. Se possível, nada.

4. Coma somente quando estiver com fome
Mulher, petiscar, ligado, nozes
Em uma dieta baixa em carboidratos, você deve comer quando estiver com fome (veja a dica 2 acima). E se você não estiver com fome? Não coma. Nada retarda a perda de peso mais do que frequentemente comer muita comida que você não precisa. Isso, na verdade, é tão importante que vale a pena essa seção.

Limite de merendas desnecessárias
Lanche desnecessário pode ser um problema em uma dieta cetônica também. Algumas coisas são fáceis de comer só porque são saborosas e prontamente disponíveis. Aqui estão três armadilhas comuns a serem observadas em uma dieta com ou sem carboidratos:

Produtos lácteos , como natas e queijos. Eles funcionam bem na culinária enquanto satisfazem. O problema é se você está mastigando muito queijo na frente da TV à noite … sem estar com fome. Tenha cuidado com isso. Ou muito creme com sobremesa, quando você já está cheio e simplesmente continua comendo porque tem um gosto bom. Ou outro culpado comum: muito creme no café, muitas vezes por dia.
Porcas É muito fácil comer até que as nozes se vão, independentemente de quão cheio você é. Uma dica: segundo a ciência , nozes salgadas são mais difíceis de parar de comer do que as nozes sem sal. Nozes salgadas tentam você comer mais. Bom saber. Outra dica: Evite trazer a bolsa inteira para o sofá, de preferência, escolha uma tigela pequena. Costumo comer todas as nozes na minha frente, esteja com fome ou não.
Cozimento Low-carb . Mesmo se você estiver usando apenas farinha de amêndoas e adoçantes, comer biscoitos assados ​​e biscoitos geralmente fornece alimentação adicional quando você não estiver com fome… e sim, isso reduzirá a perda de peso.
Sinta-se à vontade para pular refeições
Você tem que tomar café da manhã? Não, claro que não. 2 Não coma se não estiver com fome. E isso vale para qualquer refeição.

Em uma dieta restrita, a fome e o desejo de comer tendem a diminuir muito, especialmente se você tem excesso de peso a perder. Seu corpo pode estar feliz queimando suas reservas de gordura, reduzindo a necessidade de comer.

Se isso acontecer, seja feliz! Não lute contra isso comendo comida que você não quer. Em vez disso, espere a fome voltar antes de comer novamente. Isso economizará tempo e dinheiro, além de acelerar a perda de peso.

Algumas pessoas temem perder o controle se não comerem a cada três horas, fazendo com que elas comam milhares de calorias e soprem suas dietas completamente. Então eles obsessivamente lancham o tempo todo.

Este lanche obsessivo pode ser necessário em uma dieta rica em açúcar / carboidratos processados ​​para controlar os desejos de fome, mas geralmente é completamente desnecessário em uma dieta cetona. A fome só retornará lentamente e você terá muito tempo para preparar comida ou fazer um lanche.

Resumindo: Para perder peso de forma rápida e sustentável: coma quando estiver com fome – mas apenas quando estiver com fome. Esqueça o relógio e ouça o seu corpo.

Saber mais
Café da manhã! Será que é realmente importante? – Dr. Jason Fung
Café da manhã!
Será que é realmente importante?
– Dr. Jason Fung
07:08
Parte 6 do curso de jejum do Dr. Fung: É realmente importante comer o café da manhã?
A chave para a obesidade – Dr. Jason Fung
A chave para a obesidade – Dr. Jason Fung
44:22
Como a toxicidade da insulina provoca obesidade e diabetes tipo 2 – e como reverter isso. Dr. Jason Fung na Convenção LCHF 2015.
Os 7 benefícios do jejum – Dr. Jason Fung
Os 7 benefícios do jejum – Dr. Jason Fung
07:33
O curso de jejum do Dr. Fung parte 4: Sobre os 7 grandes benefícios do jejum intermitentemente.

5. Meça seu progresso com sabedoria
Homem, medindo, seu, barriga

Acompanhar a perda de peso bem-sucedida é, às vezes, mais complicado do que você imagina. Concentrar-se apenas no peso e pisar na escala todos os dias pode ser enganador, causar ansiedade desnecessária e prejudicar sua motivação sem um bom motivo.

A escala não é necessariamente sua amiga. Você pode querer perder gordura – mas a escala mede músculos, ossos e órgãos internos também. Ganhar músculo é uma coisa boa. Assim, o peso ou o IMC são formas imperfeitas de medir seu progresso. Isto é especialmente verdadeiro se você está apenas saindo de um longo período de semi-inanição (contagem de calorias) , como seu corpo pode querer restaurar músculos perdidos, etc Começando musculação e ganhando músculo também pode esconder sua perda de gordura.

Perder gordura e ganhar músculos significa um grande progresso, mas você pode perder isso se medir apenas seu peso. Assim, é inteligente também acompanhar o desaparecimento de sua gordura da barriga, medindo sua circunferência da cintura .

Veja como fazer isso:
Coloque a fita métrica ao redor do meio, um pouco acima do umbigo (para ser exato: no ponto médio entre a costela inferior e a parte superior do osso ilíaco, ao seu lado)
Expire e relaxe (não sugue seu estômago)
Certifique-se de que a fita métrica se encaixa perfeitamente, sem comprimir a pele
A medida
Compare seu resultado com estas recomendações:
Excelente Decente Muito alto
Mulheres abaixo de 31,5 polegadas 31,5-35 polegadas mais de 35 polegadas
(80 cm) (80-88 cm) (88 cm)

Homens abaixo de 37 polegadas 37-40 polegadas mais de 40 polegadas
(94 cm) (94-102 cm) (102 cm)
Eu recomendo mirar em “excelente”, mas nem sempre é realista. Os jovens geralmente conseguem isso, mas, para algumas mulheres de meia-idade ou mais velhas, pode ser uma grande vitória chegar ao “decente”.

Medindo o progresso
Sugiro medir sua circunferência da cintura e peso antes de iniciar sua jornada de perda de peso e, em seguida, talvez uma vez por semana ou uma vez por mês. Escreva os resultados para que você possa acompanhar seu progresso. Se você quiser, pode medir mais áreas: ao redor das nádegas, do peito, dos braços, das pernas etc.

Por favor, note que seu peso pode flutuar várias libras diariamente, dependendo do equilíbrio de fluidos e do conteúdo do sistema digestivo: Não se preocupe com mudanças de curto prazo, siga a tendência de longo prazo.

Se puder, tente verificar outros indicadores de saúde importantes ao começar, como estes:
Pressão sanguínea
Açúcar no sangue (glicose no sangue em jejum e / ou HbA1c)
Perfil de colesterol (incluindo HDL, triglicerídeos)
Estes marcadores são quase universalmente melhorados em uma dieta baixa em carboidratos, mesmo antes da perda de peso importante. Re-verificar estes marcadores de saúde depois de alguns meses pode ser ótimo para a sua motivação, pois eles geralmente mostram que você não está apenas perdendo peso, mas também está ganhando saúde.

PS: Não tem uma fita métrica em casa? Experimente estas opções:

Use qualquer pedaço de corda. Enrole a corda em volta da cintura e corte a corda para caber sua cintura no primeiro dia. Essa corda pode magicamente parecer mais e mais longa a cada semana em que você a envolve na cintura.
Comparar como um velho par de jeans se encaixa também é uma boa opção.
6. Seja persistente
Não desista

Geralmente, leva anos ou décadas para ganhar muito peso. Tentar perder tudo o mais rápido possível, privando-se raramente, funciona bem a longo prazo, e isso é apenas uma receita para a “dieta yo-yo”. Para ter sucesso, você precisa de algo que funcione a longo prazo.

O que almejar
É comum perder de 2 a 6 libras (1-3 kg) na primeira semana em uma dieta estrita de baixo carboidrato e, em média, cerca de 0,5 kg por semana , contanto que você tenha muito peso restante perder. Isso se traduz em cerca de 50 libras (23 quilos) por ano.

Cada 5 quilos de perda de gordura é aproximadamente igual a 1 polegada perdida em torno da cintura (1 quilo = 1 cm).

Os machos jovens às vezes perdem peso mais rápido do que isso, talvez duas vezes mais rápido. As mulheres na pós-menopausa podem perder a um ritmo um pouco mais lento. Pessoas com uma dieta muito baixa em carboidratos podem perder peso mais rapidamente, assim como aquelas que se exercitam muito (um bônus). E se você tem uma enorme quantidade de excesso de peso a perder, você pode começar muito mais rápido.

À medida que você se aproxima do seu peso ideal, a perda pode diminuir, até se estabilizar com um peso que seu corpo sente estar certo. Muito poucas pessoas ficam abaixo do peso com uma dieta baixa em carboidratos – contanto que comam quando estão com fome.

Leia as histórias de outras pessoas
Baias iniciais
Você está saindo de um período de semi-inanição (contagem de calorias)? Concentre-se em sua circunferência da cintura e marcadores de saúde (consulte o conselho # 4) em primeiro lugar, pois às vezes leva várias semanas até que a perda de peso seja aparente.

Platôs de perda de peso
Espere platôs de perda de peso: Dias ou semanas em que nada parece acontecer na balança. Todo mundo bate neles. Fique calmo. Continue fazendo o que você está fazendo e, eventualmente, as coisas vão começar a acontecer novamente (se não, confira as outras 17 dicas).

Mais: Por que a escala pode estar mentindo para você, pelo Dr. Èvelyne Bourdua-Roy

Como manter o peso fora de longo prazo
Perder muito peso a longo prazo e mantê-lo não acontecerá a menos que você mude seus hábitos para sempre . Se você perder peso e voltar a viver exatamente da mesma maneira que quando engordou, não se surpreenda quando o excesso de peso voltar. Será.

Manter a perda de peso requer mudanças e paciência a longo prazo. Se isso não parece possível para você, então talvez você esteja mais interessado em um desses golpes de dieta mágica .

Esqueça as correções rápidas: Se você perder algum peso todo mês, eventualmente, você vai se livrar de todo o seu excesso de peso. Isso é um progresso inevitável. Isso é o que você quer.

PS: A mudança a longo prazo só é difícil no começo, especialmente durante as primeiras duas semanas. É como parar de fumar. Depois de desenvolver novos hábitos, fica mais fácil e mais fácil a cada semana. Eventualmente vem naturalmente.

Para inspiração e dicas, confira algumas de nossas histórias de sucesso de manutenção de peso a longo prazo :

Karen: Mantendo uma perda de peso de 70 libras por cinco anos
Como Melissa perdeu 100 quilos com uma dieta cetônica, e manteve por 15 anos
Brian: Mantendo uma perda de peso de 100 libras por sete anos
Como perder peso mais rápido
Continue lendo!

7. Evite comer fruta
Este conselho é controverso, já que hoje a fruta tem uma aura de saúde quase mágica. As pessoas podem acreditar que a fruta é nutritiva, mas infelizmente a fruta contém muito açúcar – cerca de 10% em peso (o resto é principalmente água). Apenas prove uma laranja ou uma uva. Doce, certo?

Cinco porções de frutas por dia são equivalentes à quantidade de açúcar em 16 onças de refrigerante (500 ml). Ao contrário do que muitos acreditam, o açúcar é mais ou menos idêntico (cerca de 50% de glicose, 50% de frutose).

O açúcar da fruta pode interromper a queima de gordura . Isso pode aumentar sua fome e retardar sua perda de peso. Para melhores resultados, evite a fruta – ou aproveite-a ocasionalmente como um deleite.

Resumindo: A fruta é doce da natureza.

Frutas com baixo teor de carboidratos Frutas e bagas com baixo teor de carboidratos – os melhores e os piores
Não é fruta natural?
A maioria das pessoas acredita que a fruta é natural, mas as frutas de hoje na mercearia têm muito pouco em comum com as frutas que pareciam antes de serem cultivadas. Há muito mais açúcar em frutas domesticadas modernas.

banana1banana2

O que frutas e legumes parecia antes

8. Evite beber cerveja
A cerveja contém carboidratos rapidamente digeridos que desligam a queima de gordura . É por isso que a cerveja é às vezes referida como “pão líquido”. Há uma boa razão para o termo “barriga de cerveja”.

Aqui estão opções alcoólicas mais inteligentes para perder peso:

Vinho (vermelho ou branco seco)
Champanhe seco
Bebidas fortes como uísque, conhaque, vodka (evite coquetéis adoçados – experimente vodka, água com gás, cal ao invés)
Essas bebidas dificilmente contêm açúcar / carboidratos, então são melhores que cerveja. No entanto, grandes quantidades de álcool podem diminuir um pouco a perda de peso, então a moderação ainda é uma boa idéia.

Frutas com baixo teor de carboidratos
Álcool low-carb –
o melhor e o pior

9. Evite adoçantes artificiais
Adoçantes artificiais
Muitas pessoas substituem o açúcar por adoçantes artificiais na crença de que isso reduzirá sua ingestão de calorias e causará perda de peso. Parece plausível. Vários estudos, no entanto, não mostraram nenhum efeito positivo na perda de peso consumindo adoçantes artificiais em vez de açúcar puro.

Em vez disso, de acordo com estudos científicos, os adoçantes artificiais podem aumentar o apetite e manter o desejo por alimentos doces . E um recente estudo independente mostrou que trocar bebidas com adoçantes artificiais por água ajudava claramente as mulheres a perder peso:

Estudo: Evitar bebidas dietéticas ajuda as mulheres a perder peso

Isso pode acontecer porque o corpo aumenta a secreção de insulina, antecipando que o açúcar irá aparecer no sangue. Quando isso não acontece, o açúcar no sangue cai e a fome aumenta. Se esta cadeia de eventos ocorre regularmente é algo pouco claro. Algo estranho aconteceu quando eu testei Pepsi Max embora, e há estudos bem desenhados mostrando aumento da insulina ao usar adoçantes artificiais .

Além disso, adoçantes artificiais podem manter um vício em doces e levar a desejos de lanche. E os efeitos a longo prazo do consumo de adoçantes artificiais são desconhecidos.

Estudos que alegam mostrar efeitos neutros ou positivos de adoçantes são geralmente financiados pela indústria de bebidas .

A propósito, a Stevia é comercializada como uma alternativa natural aos adoçantes artificiais. Isso é conversa de marketing. Não há nada natural sobre um pó branco super doce como Stevia .

Se você está tendo problemas para perder peso, sugiro que você evite completamente os adoçantes. Como um bônus, você logo começará a apreciar a doçura natural da comida de verdade, uma vez que você não estará mais adaptado à doçura artificial avassaladora de junk food e refrigerantes “diet”.

Adoçantes de baixo carboidrato Guia completo de adoçantes de baixo carboidrato
Dependência de açúcar
Você acha que a ideia de evitar adoçantes é quase impossível de imaginar? A dependência de açúcar e alimentos ricos em carboidratos é muito comum, mas é possível superar. Confira nosso curso de vídeo com o especialista em vícios Bitten Jonsson, RN

O que é o vício em açúcar? – Jonsson mordido
O que é o vício em açúcar?
– Jonsson mordido
06:35
Curso de açúcar-vício de Bitten Jonsson parte 1: idéias e conselhos sobre como você pode parar de comida e desejos de açúcar.
Leia mais sobre adoçantes artificiais

10. Revise todos os medicamentos
Muitos medicamentos podem parar sua perda de peso. Discuta qualquer alteração no tratamento com o seu médico. Aqui estão os piores três:

Injeções de insulina , especialmente em doses mais altas, são provavelmente o pior obstáculo para a perda de peso. Existem três maneiras de reduzir sua necessidade de insulina:
A. Coma menos carboidratos , o que facilita a perda de peso. Quanto menos carboidratos você ingere, menos insulina você precisa. Lembre-se de baixar suas doses se puder.
B. Se isso não for suficiente, o tratamento com comprimidos de metformina (na dose de 2 a 3 gramas / dia) pode diminuir a necessidade de insulina (pelo menos para diabéticos tipo 2).
C. Se isso não for suficiente para se livrar da insulina (novamente, para diabéticos do tipo 2), você pode tentar novos medicamentos promissores, como Victoza ou Byetta. Estes reduzem a necessidade de insulina e causam perda de peso.
Comprimidos Outros medicamentos para diabetes Comprimidos que liberam insulina (por exemplo, sulfoniluréias) freqüentemente levam ao ganho de peso. Estes incluem: Minodiab, Euglucon, Daonil e Glibenclamide. Comprimidos como Avandia , Actos, Starlix e NovoNorm também estimulam o ganho de peso. Mas não a metformina. As novas drogas Victoza e Byetta (injetáveis) muitas vezes levam à perda de peso, mas os possíveis efeitos colaterais a longo prazo ainda são desconhecidos. Mais sobre diabetes
Cortisona como uma droga oral é outro culpado comum (por exemplo, prednisolona). A cortisona geralmente causa ganho de peso a longo prazo, especialmente em doses mais altas (por exemplo, mais de 5 mg de prednisolona por dia). Infelizmente, a cortisona é muitas vezes uma medicação essencial para aqueles que a prescrevem, mas a dose deve ser ajustada com frequência para que você não tome mais do que precisa. Os inaladores de asma e outros tratamentos locais de cortisona, como cremes ou sprays nasais, dificilmente afetam o peso.
Esses outros medicamentos também podem causar problemas:

Os neurolépticos / drogas antipsicóticas , muitas vezes podem incentivar o ganho de peso. Especialmente novas drogas como Zyprexa (Olanzapine).
Alguns medicamentos antidepressivos podem causar ganho de peso, especialmente os antidepressivos tricíclicos mais antigos (TCAs), como o Tryptizol, o Saroten e a Clomipramine; bem como medicamentos mais recentes, como Remeron (Mirtazapina). Lítio (para transtorno maníaco-depressivo) freqüentemente causa ganho de peso. Os antidepressivos mais comuns conhecidos como SSRI (por exemplo, Citalopram e Sertralina) geralmente não afetam significativamente o peso. Mais sobre depressão
Alguns anticoncepcionais freqüentemente contribuem para um leve ganho de peso, especialmente aqueles que contêm apenas progesterona e nenhum estrogênio, por exemplo, a minipílula, a injeção contraceptiva ou um implante contraceptivo. Mais sobre fertilidade
A medicação para pressão sangüínea na forma de betabloqueadores pode causar ganho de peso. Essas drogas incluem: Seloken, Metoprolol e Atenolol. Mais sobre pressão alta
Os medicamentos para epilepsia podem causar ganho de peso (por exemplo, carbamazepina e valproato).
Alergia medicamentos , anti-histamínicos podem causar ganho de peso, especialmente em doses elevadas. A cortisona é ainda pior (veja acima). Mais sobre alergias
Os antibióticos podem levar a um ganho de peso temporário, perturbando a microbiota intestinal e aumentando a quantidade de energia que absorvemos dos alimentos. Isso ainda é especulativo para os seres humanos, mas é outro motivo para não usar antibióticos, a menos que você realmente precise.

11. Stress menos, durma mais
Par descontraído, cama

Você já desejou mais horas de sono e uma vida menos estressante em geral? A maioria das pessoas tem – estresse e falta de sono podem ser más notícias para o seu peso.
O estresse crônico pode aumentar os níveis de hormônios do estresse, como o cortisol em seu corpo. Isso pode causar aumento da fome e resultar em ganho de peso. Se você está querendo perder peso, você deve rever possíveis maneiras de diminuir ou lidar melhor com o estresse excessivo em sua vida . Embora isso muitas vezes exija mudanças substanciais, até a alteração de pequenas coisas – como a postura – pode afetar imediatamente os níveis de hormônio do estresse e talvez o seu peso.

Você também deve fazer um esforço para dormir o suficiente, de preferência todas as noites . Esforce-se para acordar revigorado por conta própria, independentemente do despertador. Se você é o tipo de pessoa que sempre é brutalmente acordada pelo toque do alarme, você pode nunca estar dando descanso adequado ao seu corpo.

Uma maneira de combater isso é ir para a cama cedo o suficiente para o seu corpo acordar de forma autônoma antes que o despertador seja acionado. Deixar-se ter uma boa noite de sono é outra maneira de reduzir os níveis de hormônio do estresse.

A privação do sono, por outro lado, vem acompanhada de desejos por açúcar. Também tem um efeito adverso na autodisciplina e torna dolorosamente fácil ceder à tentação (não é coincidência que a privação de sono induzida seja uma técnica comum de interrogatório). Da mesma forma, a privação do sono enfraquece sua determinação em se exercitar.

Problemas de sono?
Você tem problemas para dormir mesmo que haja tempo suficiente para isso? Aqui estão cinco dicas de um especialista :

Fique com a mesma hora de dormir todas as noites. A longo prazo, isso ajudará seu corpo a se preparar para o sono naquele momento.
Nenhum café depois das 2 da tarde. Apenas não – e lembre-se que leva tempo para a cafeína deixar seu corpo.
Limite sua ingestão de álcool a três horas antes de dormir. Enquanto a bebida pode deixá-lo tonto, piora a qualidade do sono.
Limite o exercício nas quatro horas antes de dormir. A atividade física pode fazer você acabar e dificultar o sono por várias horas depois.
Obtenha 15 minutos de luz solar todos os dias. Isso é bom para o seu ritmo circadiano (o seu “relógio biológico”).
Finalmente, certifique-se de que seu quarto é escuro o suficiente e fique em uma temperatura agradável. Dorma bem!

Difícil, mas vale a pena
Muitos podem achar as diretrizes acima difíceis de seguir, talvez por falta de tempo (ou o equivalente – crianças pequenas!). Mas enfatizar menos e dormir mais não é apenas bom. Ele também pode ajudar você a ficar mais magro.

Leia mais sobre os benefícios do sono

12. Coma menos laticínios e nozes
Tigela batido

Você pode comer o quanto quiser e ainda perder peso? Sim, ele tende a funcionar muito bem com uma dieta baixa em carboidratos, como a regulação do apetite acontece sem esforço.

No entanto, apesar do fato de que uma dieta baixa em carboidratos geralmente torna fácil comer o suficiente, existem alimentos classificados como carboidratos baixos que se tornam um problema em grandes quantidades. Se você está tendo dificuldade em perder peso com uma dieta baixa em carboidratos, você poderia tentar ser mais cuidadoso com:

Laticínios (iogurte, creme, queijo)
Nozes
Os produtos lácteos contêm quantidades variadas de lactose (açúcar do leite), o que diminui a perda de peso. Além disso, parte da proteína do leite gera uma resposta significativa à insulina , que pode ter o mesmo efeito. Consequentemente, o corte de produtos lácteos pode acelerar a perda de peso. Isso se aplica especialmente aos produtos lácteos que normalmente carecem de gordura, como leite normal e vários iogurtes, mas tenha cuidado com laticínios integrais, como creme e queijo, mesmo assim. E não se esqueça do pó de proteína de soro, que é proteína pura do leite.

Isenta de todos esses avisos de produtos lácteos é manteiga , que é quase pura gordura. A manteiga pode ser consumida livremente como desejado.

Receitas com baixo teor de carboidratos e sem leite

Nozes, o segundo alimento a ser consumido, contêm uma quantidade razoável de carboidrato, e é muito fácil, inconscientemente, abaixar grandes quantidades. As castanhas de caju estão entre as piores fontes de carboidratos – você verá que elas contêm cerca de 20% de carboidratos por peso. Para alguém que segue uma dieta keto estrita com 20 gramas de carboidratos por dia, isso significa que consumir 100 gramas (o que acontece em um instante!) Terá preenchido sua cota diária. Amendoins tendem a ser em torno de 10-15% de carboidratos – não colocá-los na clara também.

Então, para aqueles que estão tendo problemas para perder peso: use nozes com moderação. Quando em uma situação em que as nozes são uma necessidade absoluta, saiba que as mais inofensivas em carboidratos são as nozes de macadâmia (geralmente em torno de 5% de carboidratos), ou castanha do Brasil (4%).

Porcas com baixo teor de carboidratos Porcas com baixo teor de carboidratos – as melhores e as piores

13. Suplementar vitaminas e minerais
Vitaminas e outros suplementos em uma dieta keto

Seu corpo precisa de uma certa quantidade de vitaminas e minerais essenciais para funcionar adequadamente. O que acontece quando você não recebe o suficiente deles? O que acontece quando você come pouca comida ou quando a comida que você come não é suficientemente nutritiva? Talvez nossos corpos percebam e respondam aumentando os níveis de fome. Afinal, se comermos mais, aumentamos as chances de consumir o suficiente do nutriente que nos falta.

Por outro lado, o acesso confiável a vitaminas e minerais pode significar diminuição dos níveis de fome e diminuição do apetite, promovendo perda de peso.

O acima é, naturalmente, especulação. Mas há estudos bem realizados que sugerem que talvez não esteja longe da verdade.
Vitamina D
A falta de vitamina D é provavelmente a deficiência mais comum em países do norte, como o Canadá, ou a maioria dos EUA. Três estudos recentes indicam que, quando comparado a um placebo, um suplemento de vitamina D pode diminuir seu peso de gordura ou a medida da cintura [ 1 2 3 ].

Em um dos estudos , 77 mulheres com sobrepeso ou obesas receberam um suplemento de 1.000 unidades de vitamina D, ou um placebo, todos os dias durante 3 meses. Aqueles que tomaram o suplemento de vitamina D diminuíram sua gordura corporal em 2,7 kg (6 libras) – significativamente mais do que o grupo placebo, que dificilmente diminuiu seu peso de gordura em tudo.

Multivitaminas
Um estudo de 2010 envolveu cerca de cem mulheres com problemas de peso, separando-as em três grupos. Um grupo recebeu um suplemento multivitamínico diário, o outro um suplemento diário de cálcio e o último grupo apenas um placebo. O estudo continuou por seis meses.

Não surpreendentemente, os resultados mostraram que nada havia acontecido com o peso das mulheres que recebiam cálcio ou o placebo. No entanto, o grupo que tomou o multivitamínico perdeu mais peso – cerca de 3 kg a mais – e melhorou seus marcadores de saúde. Entre outras coisas, sua taxa metabólica basal (a taxa em que o corpo queima calorias quando em repouso) aumentou.

Além disso, outro estudo anterior descobriu que os indivíduos diminuíram os níveis de fome tomando suplementos multivitamínicos durante dietas de fome, em comparação com um placebo.

Conclusão
Nutritivo, boa comida é certamente a base da perda de peso. Mas uma quantidade adequada de vitamina D pode ser difícil de ingerir via alimentos. No caso de falta de sol (como durante os meses mais escuros do outono e inverno), é sábio suplementar por várias razões de saúde – e talvez até pelo seu peso.

Se você está acima do peso e não tem certeza de que sua dieta fornece nutrientes suficientes, pode valer a pena tomar um comprimido multivitamínico. Infelizmente, eles ainda contêm apenas doses mínimas de vitamina D, então você precisa de ambos para o efeito completo.

14. Use jejum intermitente
Jejum intermitente e ceto

Há muitas coisas a considerar antes de passar para esta dica # 14, mas não deixe que isso te engane. Esta é uma das armas mais eficazes disponíveis para perder peso. É perfeito se você está preso a um patamar de perda de peso, apesar de “fazer tudo certo” – ou para acelerar sua perda de peso.

Esta super arma é chamada de jejum intermitente. Significa exatamente o que parece … não comer, durante um intervalo de tempo especificado.

Primeira opção recomendada – 16: 8
Provavelmente, a opção mais popular é o jejum de 16 horas (incluindo o sono), que geralmente é fácil de fazer em uma dieta cetônica. Requer apenas o café da manhã para uma xícara de café (ou algum outro líquido não calórico) e almoçar como a primeira refeição do dia. Jejum das 20h às 12h – por exemplo – é igual a 16 horas de jejum.

É claro que existem muitas outras versões de jejum intermitente, mas este método 16: 8 (16 horas de não comer com uma janela de 8 horas comendo) é o que eu recomendo como primeira opção. É eficaz, fácil de fazer e não requer contar calorias.

Você pode fazer um 16: 8 rápido quantas vezes quiser. Por exemplo, duas vezes por semana ou apenas durante a semana … ou todos os dias. Quanto mais vezes você faz isso, mais eficaz é.

De fato, em uma dieta keto algumas pessoas espontaneamente caem neste hábito, como seu apetite é reduzido (veja a perda de peso ponta # 4 , comer apenas quando com fome).

Outros tipos de jejum intermitente
Existem muitas outras opções. Basicamente, os períodos mais longos são mais difíceis de fazer, mas mais eficazes. Aqui estão mais duas opções comuns:

Jejum por 24 horas (muitas vezes jantar – jantar) uma ou duas vezes por semana. Eficaz e pode ser surpreendentemente fácil de fazer, especialmente em uma dieta cetônica.
A dieta 5: 2. Coma o quanto você precisa para se sentir satisfeito 5 dias por semana e depois comer com restrição de calorias em dois dias (500 calorias por dia para mulheres, 600 calorias para homens). Eu não recomendo isso, pois requer contagem de calorias e mais planejamento, mas algumas pessoas ainda acham que gostam disso.
Que tal comer quando estiver com fome?
O conselho sobre o jejum intermitente não contradiz o conselho de comer quando está com fome? Sim, de certa forma.

Eu recomendo comer quando estiver com fome como primeira opção, e eu recomendo sempre comer até que você se sinta satisfeito com as refeições. Mas se isso não for eficaz o suficiente, então o jejum intermitente é uma adição muito poderosa. Lembre-se – e isso é crucial – que entre os períodos de jejum você ainda deve comer até ficar satisfeito.

Jejum intermitente não é a mesma coisa que contar calorias obsessivamente e passar fome 24-7, ou seja, “restrição calórica como dieta primária” (CRaP). Ficar morrendo de fome é uma receita para a miséria e o fracasso.

O jejum intermitente é sobre comer tudo o que seu corpo precisa … enquanto ainda permite que ele, às vezes, repouse momentaneamente da alimentação constante.

O que é aceitável beber durante jejuns?
Durante um jejum você não pode comer, mas você deve definitivamente beber. A água é a bebida de eleição, mas o café e o chá também são ótimas opções. Durante jejuns mais longos, pode ser aconselhável adicionar um pouco de sal ou beber caldo de carne.

Qualquer coisa que você beba deve ser zero calorias. Mas pode ser aceitável fazer batota adicionando uma pequena quantidade de leite no seu café ou chá – se você absolutamente precisar dele para desfrutar da sua bebida.

O que comer entre jejuns
Então, o que você deve comer quando não está em jejum? Bem, se seu objetivo é perder peso, sugiro seguir todas as dicas acima, inclusive comer uma dieta cetônica. Combinar isso com o jejum intermitente é uma ótima combinação.

Em uma dieta pobre em carboidratos sua fome é reduzida e é muito mais fácil fazer um período de jejum. Além disso, a sua queima de gordura já é muito boa – por isso, quando estiver em jejum, queimará muita gordura facilmente.

Assim, enquanto em uma dieta baixa em carboidratos, os períodos de jejum tornam-se mais fáceis de fazer e mais eficazes. 1 + 1 é igual a 3.

Quem não deve fazer jejum intermitente
O jejum intermitente pode ser uma ótima idéia, mas nem todos devem fazê-lo:

Se você é viciado em comida ou açúcar, em seguida, o jejum intermitente pode aumentar os desejos de comida e aumenta o risco de uma recaída … por isso tenha muito cuidado. Eu recomendo sempre comer quando estiver com fome.
Se você está totalmente estressado ou privado de sono, então tome cuidado ou que o primeiro problema (veja a ponta da perda de peso # 11 ) ou o jejum pode ser muito estressante para o seu corpo.
Se você estiver tomando algum medicamento – especialmente insulina – as doses podem precisar ser ajustadas quando estiver em jejum. Discuta com seu médico primeiro.
Crianças em crescimento, mulheres grávidas e mulheres que amamentam não devem fazer períodos mais longos de jejum, pois têm uma necessidade maior de nutrientes. Eu recomendo comer quando com fome e usando as 14 dicas acima, se você precisa perder peso.
Mais
Jejum intermitente para iniciantes

Vídeo
Para mais informações sobre jejum, confira nosso material com nosso especialista em jejum, Dr. Jason Fung:

O que é o jejum? – Dr. Jason Fung
O que é o jejum?
– Dr. Jason Fung
05:21
Curso de jejum do Dr. Fung, parte 1: Uma breve introdução ao jejum intermitente.
Como maximizar a queima de gordura – Dr. Jason Fung
Como maximizar a queima de gordura – Dr. Jason Fung
03:52
Curso de jejum do Dr. Fung parte 2: Como você maximiza a queima de gordura? O que você deve comer ou não comer?
Como jejuar – as diferentes opções – Dr. Jason Fung
Como jejuar – as diferentes opções – Dr. Jason Fung
06:47
Parte 3 do curso de jejum do Dr. Fung: Dr. Fung explica as diferentes opções de jejum populares e torna mais fácil para você escolher o que melhor se encaixa.
Os 7 benefícios do jejum – Dr. Jason Fung
Os 7 benefícios do jejum – Dr. Jason Fung
07:33
O curso de jejum do Dr. Fung parte 4: Sobre os 7 grandes benefícios do jejum intermitentemente.
Os 5 principais mitos do jejum – Dr. Jason Fung
Os 5 principais mitos do jejum – Dr. Jason Fung
08:23
O curso de jejum do Dr. Fung parte 5: Os 5 principais mitos sobre o jejum – e exatamente porque eles não são verdadeiros.
Café da manhã! Será que é realmente importante? – Dr. Jason Fung
Café da manhã!
Será que é realmente importante?
– Dr. Jason Fung
07:08
Parte 6 do curso de jejum do Dr. Fung: É realmente importante comer o café da manhã?
O tratamento perfeito para perda de peso e diabetes – Dr. Jason Fung
O tratamento perfeito para perda de peso e diabetes – Dr. Jason Fung
45:20
Os médicos tratam o diabetes tipo 2 completamente errado hoje – de uma maneira que realmente piora a doença?
A chave para a obesidade – Dr. Jason Fung
A chave para a obesidade – Dr. Jason Fung
44:22
Como a toxicidade da insulina provoca obesidade e diabetes tipo 2 – e como reverter isso. Dr. Jason Fung na Convenção LCHF 2015.
Pergunte ao Dr. Jason Fung

15. Exercer com sabedoria
Exercício em uma dieta ceto

Você se pergunta por que essa dica de perda de peso não aparece até o número 15 da lista? É porque poucas coisas são tão superestimadas para perda de peso como o exercício é. 3

Você já assistiu “The Biggest Loser”? Os participantes deixam o emprego (e a família) por meses. Eles recebem apenas pequenas porções de comida e trabalham como se estivessem trabalhando em tempo integral – 40 horas por semana, às vezes mais. Este método é claramente insustentável para a pessoa comum a longo prazo.

Basta pegar as escadas em vez do elevador, ou descer do ônibus uma parada mais cedo, não vai mudar os números em sua balança de banheiro. É um mito . Desculpa. Estudos mostram que, se você começar a se exercitar, precisará de pelo menos uma hora de treinos intensos todos os dias para perder peso visivelmente.

Basicamente, o efeito do exercício em nosso peso é muito superestimado . É por isso que é apenas o número 15 nesta lista. Há outras coisas que você precisa cuidar primeiro. Não é uma boa idéia comer comida ruim, beber água com açúcar (as chamadas “bebidas esportivas”) ou usar medicações que forçam você a se exercitar por horas diárias apenas para compensar. Metaforicamente, isso é como cavar um buraco, no qual você coloca sua escada, na qual você fica de pé e pinta as janelas do nível do porão de sua casa.

Exercício não pode compensar outras questões em sua vida. Aqueles devem ser abordados primeiro.

As boas notícias
Se, por outro lado, você já tiver cuidado das etapas 1-12 , você deve ter um corpo descansado e recarregado que já esteja felizmente queimando gordura. Nesse caso, o aumento da atividade acelerará sua perda de peso e atuará como um ótimo bônus. Você estará queimando ainda mais gordura desde o primeiro passo.

Por exemplo, você pode fazer longas caminhadas (golfe), pedalar, dançar ou jogar qualquer esporte com o qual esteja feliz e confortável.

O exercício também queima os estoques de glicogênio do corpo, que são essencialmente carboidratos. Isto significa que depois de um treino, você pode comer um pouco mais de carboidratos do que você pode permitir a si mesmo, sem efeitos negativos sobre a insulina ou armazenamento de gordura. Além disso, não se esqueça de que os efeitos do exercício não relacionados ao peso são bastante impressionantes.

Efeitos hormonais
Para efeitos ainda mais impressionantes sobre a composição corporal: apontar para formas de exercício que provocam uma resposta hormonal positiva. Isso significa levantar coisas realmente pesadas (treinamento de força) ou treinamento intervalado. Tal exercício aumenta os níveis do hormônio sexual testosterona (principalmente nos homens), bem como o hormônio do crescimento. Não só os níveis mais elevados desses hormônios aumentam a massa muscular, mas também diminuem a gordura visceral (gordura da barriga) a longo prazo.

Como bônus final, o exercício pode fazer com que você se sinta e pareça melhor.

Que tipo de atividade você se encaixa?

16. Alcançar a cetose ideal
teste de cetona no sangue-16-9
Aviso : Não recomendado para diabéticos tipo 1, veja abaixo.

Chegamos agora à dica número 16. Se você ainda está tendo problemas para perder peso, apesar de seguir os 15 conselhos listados acima, pode ser uma boa ideia trazer a artilharia pesada: cetose ideal. Muitas pessoas que param em planaltos de peso, enquanto em uma dieta baixa em carboidratos descobriram cetose ideal útil. É o que pode derreter a gordura novamente .

Então, como isso funciona? Uma rápida explicação: a primeira dica era comer carboidratos baixos. Isso ocorre porque uma dieta baixa em carboidratos reduz seus níveis de insulina , permitindo que seus depósitos de gordura encolham e liberem sua energia armazenada. Isso tende a fazer com que você queira consumir menos calorias do que consome – sem fome – e perder peso. Várias das dicas mencionadas acima são sobre como ajustar sua dieta para melhorar este efeito.

Como você sabe que está tendo o máximo impacto hormonal de sua dieta com pouco carboidrato? Você faz isso alcançando o que é conhecido como “cetose ideal”.
Cetose
A cetose é um estado em que o corpo tem uma taxa extremamente alta de queima de gordura. Até o cérebro funciona com gordura, via corpos cetônicos. Estas são moléculas de energia no sangue (como o açúcar no sangue) que se tornam combustível para os nossos cérebros depois de serem convertidas de gordura pelo fígado.

Para incentivar a produção de cetona, a quantidade de insulina na corrente sanguínea deve ser baixa. Quanto mais baixa a insulina, maior a produção de cetona. E quando você tem uma quantidade bem controlada de cetonas no seu sangue, é basicamente uma prova de que sua insulina é muito baixa – e, portanto, que você está aproveitando o efeito máximo de sua dieta pobre em carboidratos. Isso é o que é chamado de cetose ideal.

Cetonas de medição
Hoje, existem aparelhos com preço razoável disponíveis para medir os níveis de cetona em casa. Uma picada de agulha no dedo, e em apenas alguns segundos você vai saber o seu nível de cetona no sangue.

As cetonas sangüíneas são melhor medidas em um estômago em jejum pela manhã (antes do café da manhã, isto é). Aqui estão algumas dicas sobre como interpretar o resultado:

Abaixo de 0,5 mmol / L não é considerado “cetose”. Nesse nível, você está longe da máxima queima de gordura.
Entre 0,5-1,5 mmol / L é a cetose nutricional leve. Você terá um bom efeito no seu peso, mas não é o ideal.
Cerca de 1,5-3 mmol / L é o que é chamado de cetose ideal e é recomendado para perda máxima de peso.
Números acima de 3 mmol / L não são necessários. Ou seja, eles não alcançarão nem melhores nem piores resultados do que estar no nível 1,5-3. Números mais altos também podem significar que você não está recebendo comida suficiente. Para diabéticos tipo 1, isso pode ser causado por uma grave falta de insulina, veja abaixo.
Cetonas na urina
Os níveis de cetona também podem ser medidos de uma forma mais antiga, com palitos de teste de urina (vendido sem receita nas farmácias ou na Amazon 4 ). Ketone sticks dão resultados menos confiáveis ​​por várias razões, e as recomendações acima não podem ser diretamente aplicadas a elas. Eles são, no entanto, muito mais baratos.

Minha experiência pessoal
Sinta-se à vontade para ler minhas contas de um teste pessoal de dois meses:

Experiência: Cetose ideal para perda de peso e aumento do desempenho
Quatro semanas de rigoroso monitoramento cetônico e cetônico
Relatório final: Dois meses de rigoroso monitoramento cetônico e cetônico
Embora eu estivesse feliz com meu peso antes desses testes, eles resultaram em uma perda adicional de 4,5 kg (10 libras) e 7 cm (3 polegadas) ao redor da minha cintura – sem exercício adicional ou até mesmo a menor semelhança de fome.

Como conseguir cetose ideal
Muitos que acreditam firmemente que estão comendo uma dieta estrita de carboidratos são surpreendidos quando medem suas cetonas no sangue. Eles podem estar em torno de apenas 0,2 ou 0,5 – bem longe do ponto ideal! Por quê?

O truque aqui não é apenas evitar todas as fontes óbvias de carboidratos (doces, pão, espaguete, arroz, batatas), mas também ter cuidado com a ingestão de proteínas. Se você ingerir grandes quantidades de carne, ovos e produtos similares, o excesso de proteína será convertido em glicose em seu corpo. Grandes quantidades de proteína também podem aumentar um pouco seus níveis de insulina. Isso compromete a cetose ideal.

O segredo para contornar isso é geralmente comer o seu preenchimento com mais gordura . Por exemplo, se você tiver uma porção maior de manteiga de ervas no seu bife, talvez não sinta vontade de ter um segundo bife e, em vez disso, fique satisfeito depois do primeiro.

Um truque popular que as pessoas usam para ingerir mais gordura é o “café gordo” (às vezes chamado de “Magic Bullet Coffee” ou MBC). Envolve a adição de uma colher de sopa de manteiga e uma colher de sopa de óleo de coco ao seu café (matinal) e requer um liquidificador para a textura certa.

Mais gordura na sua comida vai te encher mais. Isso irá garantir que você coma menos proteína e menos carboidratos. Sua insulina diminuirá e, com sorte, você será capaz de atingir a cetose ideal. E é aí que muitos patamares de peso teimosos são superados.

Se não funcionar
Estar em cetose ideal por um período prolongado de tempo (digamos, um mês) irá garantir que você experimente o efeito hormonal máximo de comer uma dieta baixa em carboidratos. Se isso não resultar em perda de peso perceptível, você pode estar certo de que muitos carboidratos não fazem parte do seu problema de peso e não o obstáculo à sua perda de peso. Existem, de fato, outras causas de obesidade e excesso de peso. As próximas três dicas desta série podem ajudá-lo.

Tente
Encomende online um medidor de cetona e comece a medir. Existem alguns modelos diferentes, o mais popular é provavelmente o medidor Precision Xtra ketone. Infelizmente, esses medidores são muito caros, já que as tiras de teste podem custar cerca de US $ 5 por teste.

Aqui está um pacote completo 5 com tudo que você precisa para verificar seus níveis de cetona no sangue.

Mais
Aprenda muito mais sobre dietas cetogênicas aqui:

Um guia rápido para dietas cetogênicas

Assista à minha entrevista em vídeo com o médico americano Peter Attia, com uma dieta estritamente cetogênica com baixo teor de carboidratos: desempenho muito baixo de carboidratos

Uma palavra de aviso
Se você tem diabetes tipo 1 , você não deve seguir o conselho acima sobre a cetose ideal – pode ser arriscado. Se você tem cetonas no seu sangue, você deve ter certeza de que seus níveis de açúcar no sangue são normais. Se eles são, você está em cetose normal – assim como a cetose de pessoas não diabéticas que aderem a uma dieta rigorosa de baixo carboidrato.

Níveis elevados de açúcar no sangue juntamente com cetonas elevadas no sangue, por outro lado, significará que você tem um nível patologicamente baixo de insulina – algo que não diabéticos não sofrem. Isso pode levar à cetoacidose – uma condição potencialmente fatal. Se isso acontecer, você precisará injetar mais insulina; Se não tiver certeza do que fazer, entre em contato com um profissional médico. Cetonas de sangue realmente exigentes para controle de peso não vale o risco para diabéticos tipo 1.

17. Obtenha seus hormônios verificados
Teste seus hormônios

Então você seguiu as dicas anteriores, implementou grandes mudanças no estilo de vida e estabeleceu que nem a medicação nem a deficiência de vitamina são um problema. Você até tentou manter a cetose ideal por um tempo (garantindo baixos níveis de insulina). E você ainda não consegue atingir a marca de peso normal?

Se isso se aplica a você, é hora de considerar a possibilidade de que os desequilíbrios hormonais sejam a causa de seus problemas. Existem três áreas problemáticas comuns:
Hormona da tiróide
Hormônios sexuais
Hormônios do estresse
Hormona da tiróide
Algumas pessoas, especialmente mulheres, sofrem metabolismo diminuído como resultado da deficiência de hormônio tireoidiano – hipotireoidismo. Sintomas comuns são:

Fadiga
Intolerância ao frio
Prisão de ventre
Pele seca
Ganho de peso
Nestes casos, o ganho de peso resultante da diminuição do metabolismo geralmente não excede quinze quilos.

O seu médico pode facilmente providenciar que você faça um exame de sangue para medir a concentração do hormônio estimulante da tireóide (TSH). Se o teste voltar e tudo parecer bem, sua glândula tireoide provavelmente está bem. Para um diagnóstico mais exato, você pode pedir-lhes para medir os níveis reais de hormônios da tireóide no sangue (T3 e T4).

Duas maneiras de evitar tornar-se deficiente no hormônio da tireóide:

Certifique-se de consumir suficiente iodo, que é um bloco de construção do hormônio da tireóide. Boas fontes são peixe, marisco e sal iodado (ou sal marinho).
Níveis muito baixos de hormônio da tireóide geralmente indicam uma reação auto-imune à própria glândula tireóide. Isto significa que você terá que tomar suplementos de hormônio da tireóide por via oral, geralmente a forma estável T4 (Levaxin), que o seu médico pode prescrever para você. Seu corpo irá transformar isso no hormônio T3 ativo quando necessário. A dose do suplemento deve ser ajustada de forma a atingir os níveis hormonais normais (TSH, T3, T4) e aliviar suficientemente os sintomas – embora algumas pessoas sintam-se melhor quando mantêm o TSH ligeiramente abaixo do normal.
Algumas pessoas sentem-se melhor suplementando o T3 já ativo (às vezes preparado a partir de glândulas tireóides de suínos), pois pode ter um efeito mais forte do que o hormônio T4, mas seu efeito é muitas vezes mais difícil de controlar. Os serviços de saúde suecos raramente prescrevem ou oferecem esse tipo de tratamento, já que muitas vezes não tem vantagens e podem representar um risco quando as doses são altas por um longo período de tempo.

Hormônios sexuais
Os hormônios sexuais também afetam seu peso:

Mulheres: As mulheres podem sofrer do distúrbio endócrino SOP – síndrome do ovário policístico – que eleva os níveis de testosterona e insulina. Isso pode significar ganho de peso e distúrbios menstruais (muito comum), infertilidade, acne e crescimento de pêlos masculinos (como pêlos faciais). Uma dieta baixa em carboidratos é um bom tratamento para isso. Mais sobre PCOS.

Durante a menopausa, o nível de estrogênio do hormônio sexual feminino cai. Isso geralmente causa algum ganho de peso, especialmente ao redor do intestino (a chamada obesidade central). O excesso de peso ganho após a menopausa tenderá a ser menos proporcional a uma mulher fértil, menos curvilínea.

Saber mais:
As 10 melhores dicas para perder peso em carboidratos para mulheres com mais de 40 anos

Homens: a partir da meia-idade e em diante, os homens experimentam níveis gradualmente decrescentes do hormônio sexual masculino testosterona. Isso leva a um leve ganho de peso, também tipicamente ao redor do intestino, e diminui a massa muscular.

O que você pode fazer com os hormônios sexuais?
A deficiência de testosterona pode ser pelo menos parcialmente tratada naturalmente, participando de rotinas de exercícios inteligentes e suplementando a vitamina D.

Naturalmente, você também pode afetar os níveis de testosterona fazendo com que seu médico prescreva um suplemento de testosterona (um exame de sangue confirmará qualquer deficiência). As mulheres podem usar suplementação de estrogênio para problemas de menopausa.

É importante que você leve em conta, entretanto, que a suplementação de testosterona ou estrogênio por anos a fio, em doses anormalmente grandes para a sua idade, aumentará o risco de câncer de próstata (em homens) e de mama (em mulheres).

Pode ser sábio aceitar que você não tem (e não deveria!) Ter o corpo de uma pessoa de 20 anos quando tiver várias vezes essa idade. A melhor opção pode ser tentar se concentrar em um estilo de vida saudável, e ser tão feliz e grato quanto puder pelo corpo que você tem.

Hormônio do estresse
O último culpado possível por trás de problemas de peso teimoso pode ser o hormônio do estresse, o cortisol. O excesso de cortisol aumenta os níveis de fome, trazendo consigo o ganho de peso subsequente. A causa mais comum de cortisol elevado é o estresse crônico e a falta de sono (ver dica nº 10 ), ou medicação com cortisona ( dica nº 9 ). É uma boa ideia tentar o seu melhor para fazer algo sobre isso.

Em casos raros e extremos, você pode estar lidando com um tipo específico de tumor que impulsiona a produção de cortisol. A condição é chamada síndrome de Cushing . Se você suspeitar que está sofrendo com isso, consulte o seu médico e eles executarão testes apropriados.

18. Considere pílulas para perda de peso (se estiver desesperada)
Comprimidos para perda de peso

Parece um sonho. Continue vivendo como você já faz, tome uma pílula por dia e, sem esforço, perca seu excesso de peso. É por isso que as pílulas para perda de peso são uma indústria bilionária.

Então eles funcionam? Sim. Mas eles não são muito eficazes.

Existem muitas drogas que resultam em uma perda de peso modesta (alguns quilos em média) à custa de efeitos colaterais significativos. Na minha opinião, há apenas uma droga que você pode querer considerar usar.

Antes de chegarmos a essa droga, resumiremos brevemente as outras opções e por que elas não são ótimas.
Suplementos sem receita médica

A internet está cheia de alegações de suplementos mágicos que podem torná-lo magro. Infelizmente, a única coisa que eles vão fazer emagrecer é a sua carteira.Isso é verdade mesmo se eles já foram mencionados no Dr. Oz – você sabe que é um show de entretenimento , certo?

Quaisquer suplementos isentos de prescrição para venda que não sejam perigosos ou ilegais (como esteróides) podem ter um efeito pequeno ou insignificante no seu peso.

Isto é verdade mesmo para os suplementos vitamínicos mencionados nos conselhos # 13 – o efeito é definitivamente pequeno , mas nesse caso também é seguro – talvez até saudável – e também barato, tornando-o potencialmente um bónus inteligente (note que não vendemos suplementos qualquer coisa e não ganhar dinheiro com este conselho).

Há também “bloqueadores de carboidratos” sem prescrição, que supostamente impedem o corpo de absorver os carboidratos que ingerimos. O efeito tende a ser relativamente pequeno , mesmo em estudos financiados pelas empresas que vendem os produtos. É definitivamente pelo menos dez vezes mais eficaz não comer os carboidratos em primeiro lugar (também é grátis).

Supressores de apetite mais velhos
PhentermineNos EUA, ainda é possível obter inibidores de apetite parecidos com anfetaminas prescritos para uso a curto prazo (semanas). Como eles são apenas para uso a curto prazo, não servem para o controle de peso a longo prazo. Esses medicamentos não são aprovados na UE.

Essas drogas têm efeitos colaterais como insônia, palpitações cardíacas e pressão arterial elevada. Também é possível se tornar viciado neles e, portanto, eles exigem uma prescrição especial de substância controlada. Exemplos incluem:

Adipex-P ou Suprenza (Phentermine)
Bondril (Phendiametrazine)
Didrex (benzfetamina)
O efeito dessas drogas é decididamente modesto e de curto prazo, dificilmente superando seus riscos. Eu não os recomendo.

A pílula de “descarga oleosa”
alli

Vamos passar para outra droga mais antiga, Xenical , recentemente vendida sem receita médica como “ Alli ” e com uma popularidade decrescente.

Esta droga impede o corpo de digerir a gordura nos intestinos. Em vez disso, apenas passa através de você e acaba no banheiro … ou em suas calças.

Os efeitos colaterais incluem cólicas estomacais, gases, vazamento de fezes oleosas e incapacidade de controlar os movimentos intestinais. E, finalmente, a “descarga oleosa”, que muitas vezes resulta quando as pessoas pensam que estão apenas passando algum gás.

Esta pílula não é compatível com o uso de calças brancas e não é compatível com a ingestão de gordura. Assim, não é compatível com uma dieta baixa em carboidratos. Isso não significa que você tem que usar calças brancas em uma dieta baixa em carboidratos, você só precisa comer gordura (você já entendeu isso, certo?).

Apenas esqueça essa droga. A maioria dos médicos já tem.

A pílula estúpida
EstúpidoExiste uma opção pior que o Xenical / Alli? Porque sim. É chamado Qsymia .

O Qsymia está disponível nos EUA, mas foi rejeitado na Europa (onde os efeitos colaterais foram sensivelmente julgados piores que os benefícios). Eu prefiro rotular esta droga a “pílula estúpida”.

Qsymia combina uma pequena quantidade da antiga Phentermine (ver inibidores de apetite acima) com uma pequena dose de topiramato, um medicamento anti-convulsivo.

O problema real? Efeitos colaterais comuns do topiramato incluem sonolência, fadiga, depressão, distúrbios da atenção, comprometimento da memória, distúrbio cognitivo, habilidades psicomotoras prejudicadas (isto é, tornar-se desajeitado), letargia, distúrbio do equilíbrio, sedação, anormalidade da marcha (ou seja, caminhar como se estivesse bêbado).

Basicamente, essa droga desacelera seu cérebro, como álcool ou sedativos. Você realmente vai fazer isso para perder alguns quilos, que você vai recuperar quando parar de tomar o remédio?

As pílulas “meh”
Mais dois medicamentos para controle de peso foram aprovados nos EUA em 2012 e agora estão disponíveis, Belviq e Contrave .

Belvic foi rejeitado na Europa por causa de preocupações de segurança. Contrave foi recentemente aprovado (sob o nome Mysimba).

Essas duas drogas funcionam em diferentes receptores no cérebro para controlar o apetite. O efeito é modesto – 6 a 8 libras perdidas em um ano, com recuperação parcial depois disso. Há preocupações de segurança em curso com ambas as drogas e um risco definido de efeitos colaterais como (para Contrave) náusea, constipação, dor de cabeça, risco de pensamentos suicidas e convulsões.

Para mim, esses benefícios modestos não superam o risco de efeitos colaterais.

O campeão reinante
E então há apenas mais uma droga de perda de peso aprovada. Felizmente este realmente mostra muita promessa e pode acelerar a perda de peso bastante significativa.

Esta droga é uma variante injetada de um hormônio da saciedade chamado GLP-1. Diminui a rapidez com que o estômago esvazia e diz ao cérebro que você não precisa comer ainda – uma ótima idéia para perder peso. Como um bônus, essa droga funciona bem enquanto uma está na dieta cetona e funciona ainda melhor com o jejum intermitente – para uma rápida perda de peso sem fome.

Esta droga foi inicialmente usada para controlar o açúcar no sangue em diabetes tipo 2 – sob a marca Victoza – onde tem o efeito colateral agradável de perda de peso significativa .

Testes em pessoas com obesidade (sem diabetes) mostram que em doses mais altas a droga é bastante eficaz como um tratamento de perda de peso puro , com pacientes perdendo em média 12,3 libras (5,6 quilos) mais do que um grupo placebo após um ano.

Saxenda

Esta droga foi recentemente aprovada nos EUA e na Europa para perda de peso, sob o nome Saxenda . Existem muitos outros medicamentos semelhantes ao GLP-1 para o tratamento do diabetes tipo 2, mas nenhum deles foi cuidadosamente testado ou aprovado para tratar a obesidade ainda.

Saxenda já está disponível ao custo fantástico de cerca de US $ 1.000 por mês .

Tanto nos EUA quanto na Europa, outra opção é o Victoza, que é exatamente o mesmo medicamento com metade da dose e metade do preço. Nesta dose mais baixa, a perda de peso resultante é de cerca de 75% da perda de peso quando se está em Saxenda. Victoza é aprovado apenas para o tratamento da diabetes tipo 2.

O principal efeito colateral de Saxenda / Victoza é o que acontece se o efeito de saciedade se tornar muito forte: náusea e vômito. Isto é bastante comum quando se inicia, por isso é necessário começar com uma dose baixa e depois aumentá-la lentamente à medida que o corpo se adapta à medicação.

O bônus
Se você tem diabetes tipo 2, há outro medicamento para diabetes que pode resultar em perda de peso perceptível: a droga farxiga “low-carb in a pill” (chamada Forxiga na Europa).

A linha de fundo
Não há pílula que facilmente faça as pessoas magras. Essas drogas são todas muito ruins ou pelo menos não muito eficazes.

A única exceção em minha mente é Saxenda – e esta é uma injeção diária, não uma pílula.

A desvantagem de Saxenda é o preço muito alto – o seguro pode cobrir apenas parte dele – e a náusea que as pessoas costumam experimentar nele.

Também está claro, pela minha própria experiência e por outras pessoas, tratar os pacientes de que não funciona bem para todos. Algumas pessoas experimentam apenas uma perda de peso mínima. Outras pessoas perdem muito mais do que os 12 quilos adicionais perdidos em um estudo recente – isso é apenas uma média.

Leia também: Womax gel lipo funciona

Finalmente, Saxenda só funciona enquanto você usá-lo. Uma vez que você pare, o peso tende a retornar. Então está perdendo cerca de 12 libras no valor de US $ 1.000 por mês e o risco de náusea? Só você pode decidir.

A maioria das pessoas que querem perder peso tem mais de 12 quilos a perder. É por isso que mesmo a melhor droga para perda de peso do mundo só pode ser um complemento opcional para outros tratamentos. É por isso que este conselho é o número 18 de 18. Pode ser uma adição útil para algumas pessoas, mas o conselho mais alto na lista é o que pode fazer a maior diferença, de longe.

7 dicas para emagrecer

7 dicas para emagrecer

Quando falamos em emagrecimento, logo vem em nossa mente muitos tipos de dieta que prometem alcançar as medidas ideais, tendo como exemplo de beleza as modelos que sempre aparecem na TV, nas capas de revistas, internet e por todos os veículos de divulgação. Por conta disso, não é difícil nos depararmos por aí com as chamadas “dietas da moda”.

Vai dizer que nunca ouviu falar na dieta da lua, dieta da proteína, dieta da sopa, da banana, do leite… ? Enfim, elas sempre prometem um emagrecimento rápido e sem complicações. Porém, o que parece ser inofensivo, pode trazer diversos problemas de saúde por conta das grandes restrições que são impostas.

Saiba mais: Kifina comprar

É sempre importante lembrar que cada um possui um porte físico diferente do outro, sendo que existem pessoas que tem tendência a engordar ou emagrecer com mais facilidade. Mas não é por conta disso que você vai desanimar e acreditar que nunca vai conseguir!

Para conseguir emagrecer definitivamente, é essencial que um profissional na área da nutrição acompanhe esse processo. Assim, ele irá conseguir desenvolver um plano alimentar com base nas necessidades de cada pessoa. Abaixo nós listamos 7 dicas que são indispensáveis para conseguir emagrecer de vez.

1 – evite ao máximo as guloseimas para emagrecer
As chamadas guloseimas como chocolate, balas, doces, salgadinhos, biscoitos, etc. devem ser evitadas se você busca o emagrecimento.
Mas então eu não posso mais comer nada disso?
Pode sim! O que não pode é exagerar, pois esses alimentos contêm muitas calorias, açúcares e gorduras ruins, que se forem consumidos em grande quantidade, podem ocasionar ganho de peso e sérios problemas à saúde.

2 – alimentos light/diet podem não ser a solução!
Esse tipo de alimento costuma conter uma quantidade menor de açúcar e gorduras, porém as calorias continuam lá. Por conta disso, consuma moderadamente até mesmo os produtos light e diet.

Confira aqui a lista com os 9 alimentos que emagrecem de verdade.

3 – frutas e verduras são indispensáveis para perder peso
Para seu organismo estar funcionando perfeitamente, é mais que necessário incluir as frutas e verduras em sua rotina alimentar.
Esses alimentos são extremamente ricos em minerais, vitaminas e fibras, que são responsáveis por aquela famosa sensação de saciedade, evitando que você acabe se alimentando de maneira inconsciente e errada.

4 – frituras devem ser evitadas para o emagrecimento
Evitar frituras é regra básica quando o assunto é emagrecimento. Fazendo isso, você estará livrando seu organismo de muita gordura e caloria. Ao invés de consumir frituras, você pode optar por alimentos assados, grelhados ou cozidos, que são muito mais saudáveis.

5 – aumente o consumo de alimentos integrais
Adicione em sua dieta alimentos integrais como o arroz, pão, macarrão, entre outros. Produtos integrais são saudáveis porque, diferentemente dos produtos refinados, mantêm consigo as suas propriedades nutricionais, como os minerais, as fibras e vitaminas. No entanto, muito cuidado com o excesso, pois até mesmo os alimentos integrais contêm calorias e podem fazer o papel de vilão caso não haja um consenso da quantidade ingerida.

6 – opte pelos sucos naturais para emagrecer
Talvez o maior de todos os vilões da obesidade são os refrigerantes. O açúcar é parte principal de suas composições e, por esse motivo, dê preferência aos sucos naturais, que ajudam na hidratação do corpo e são excelentes fontes de vitaminas e minerais.

7 – atividades físicas corretas para emagrecer
Fazer atividades físicas adequadas para seu corpo ajuda a intensificar o processo de emagrecimento, acelerando seu metabolismo.

Chá de gengibre: saiba como preparar e os seus benefícios Bebida alivia enjoo, má digestão e até previne o câncer

Chá de gengibre: saiba como preparar e os seus benefícios Bebida alivia enjoo

O gengibre é uma raiz tuberculosa nativa da Ásia que tem sido usada tanto na culinária quanto na medicina. Outros nomes do gengibre são mangarataia ou mangaratiá. A partir da infusão de pedaços dessa raiz é possível fazer o chá de gengibre.

O gengibre tem diversos benefícios terapêuticos, dentre eles uma ação bactericida, fungicida, antioxidante, antisséptico e anti-inflamatório. O chá de gengibre pode ser benéfico, em pequenas quantidades, para aliviar náuseas (inclusive durante a gravidez ou quimioterapia), ajudar na digestão e no combate a doenças de garganta e respiratórias.

Ele também ajuda a prevenir gastrite e úlceras, uma vez que atua no combate à bactéria H. pylori, uma das principais causas do problema.

O gengibre é conhecido por ser um alimento termogênico, ou seja, que acelera o metabolismo, aumenta a temperatura corporal e pode ajudar quem deseja emagrecer, mas este benefício só será notado se combinado a uma dieta saudável e prática de exercícios físicos.

O gengibre é encontrado nos mercados em natura, conserva, em forma de cápsula, cristal ou pó. Para fazer o chá, o melhor é utilizar a raiz pura. Na hora de comprar, prefira ela íntegra e fresca, com casca mais lisa, sem furinhos, que não esteja murcha ou mofada. A parte interna deve estar amarelada e não muito fibrosa.

Quais nutrientes possui?
O gengibre é rico em cobre, vitaminas A, B, C e D, potássio, selênio, zinco e magnésio. No caso do chá de gengibre, especificamente, os benefícios também estão muito relacionados à liberação dos óleos essenciais que fazem parte da sua composição: timol, carvacrol e eugenol.

Leia também: chá de gengibre funciona

Esses óleos são os responsáveis principalmente pela ação anti-inflamatória do chá de gengibre. Ou seja, o nosso corpo produz diversas substâncias inflamatórias, como as ocitocinas, mas os óleos essenciais do gengibre podem ajudar a inibir a inflamação. Inclusive, existem estudos em animais que mostram os seus benefícios para reduzir as inflamações das articulações relacionadas a artrites.

Para o estômago, principalmente, estudos mostram que ele afeta a aderência da bactéria H. Pylori, o que diminui o risco de desenvolver gastrite, úlcera, e até câncer de estômago em quem o ingere com maior frequência.

Note que a tabela de valores nutricionais abaixo considera 100 gramas de gengibre, porém o uso diário não pode ultrapassar 3 gramas.

Água (g) 78,88
Calorias (Kcal) 80
Proteínas (g) 1,82
Lipídios totais (g) 0,75
Carboidratos (g) 17,77
Fibras (g) 2
Cálcio (mg) 16
Ferro (mg) 0,6
Magnésio (mg) 43
Fósforo (mg) 34
Potássio (mg) 415
Sódio (mg) 13
Zinco (mg) 0,34
Cobre (mg) 0,22
Manganês (mg) 0,22
Selênio (mcg) 0,7
Vitamina C (mg) 5
Tiamina (mg) 0,025
Riboflavina (mg) 0,034
Niacina (mg) 0,75
Vitamina B6 (mg) 0,16
Composição do gengibre para cada 100 g:

Benefícios do chá de gengibre
Ajuda no emagrecimento: O chá de gengibre é um aliado para quem quer emagrecer, uma vez que é um alimento termogênico, ou seja, que acelera o metabolismo, aumenta a temperatura corporal e acaba ajudando a perder peso. Contudo, não adianta apenas tomar o chá de gengibre e esperar uma perda de peso significativa, os seus benefícios só serão notados se aliados a uma dieta saudável e prática de exercícios físicos.

Saiba mais: Conheça sete alimentos termogênicos que te ajudam a emagrecer
Diminui a náusea: Alguns estudos mostraram que o chá de gengibre pode ajudar a diminuir o enjoo depois de comer. Quando o alimento não “cai” bem, ele ajuda a diminuir esta sensação de má digestão. No entanto, se a causa deste enjoo for um tumor, por exemplo, ele não surtirá este efeito. Por ajudar na digestão, o seu uso também está relacionado a um alívio dos sintomas dos gases.

Também pode ser usado para diminuir as náuseas em pessoas que fazem quimioterapia ou grávidas, por exemplo, mas é importante sempre conversar com o seu médico antes de começar a fazer uso do chá nestas situações.

Previne úlceras e gastrites: Como o chá de gengibre ajuda a combater a bactéria H. pylori, uma das principais causas de gastrite e úlceras estomacais, ele também ajuda a prevenir que as doenças aconteçam. Esse mecanismo acontece da seguinte forma: a bactéria entra no corpo humano através da alimentação e se fixa no estômago, provocando gastrite e úlceras. Contudo, o chá diminuiria a sua aderência ao estômago, dificultando que ela se fixe e que provoque as doenças.

Pode ajudar na prevenção de cânceres: Dentre os cânceres que estudos mostram que o gengibre e seu chá podem ajudar a prevenir está o câncer de estômago, uma vez que ele é relacionado, em grande parte dos casos, a alterações provocadas por úlceras estomacais. Ele atua também na prevenção do câncer cólon-retal, pois possui uma substância chamada 6-gingerol, que impediria o desenvolvimento e a proliferação de células cancerígenas nessa região do intestino. Estudos em animais também mostram a diminuição do risco de desenvolvimento de câncer de fígado.

Prevenção de doenças respiratórias: Como o chá de gengibre tem ação antioxidante no corpo, ele age na prevenção da gripe e do resfriado. Ele também tem ação anti-inflamatória, melhorando os sintomas de tosse e dor muscular e das doenças como asma e bronquite.

Como preparar o chá de gengibre
Para que o chá de gengibre mantenha os seus benefícios, é importante não ferver a raiz com a água. O chá deve ser preparado da seguinte forma:

Lave bem a raiz do gengibre
Corte em pedaços pequenos ou rale a raiz
Enquanto isso, leve a água em fogo alto até ferver
Adicione o gengibre à água e tampe a panela, abaixando um pouco o fogo
Aguarde de 5 a 10 minutos para tirar do fogo
Coe e sirva.
Como consumir o chá de gengibre
A pessoa não deve consumir mais do que três gramas de gengibre por dia. Estas três gramas podem ser divididas em três ou quatro xícaras de chá ao longo do dia, por exemplo. Mas sempre tomando cuidado, uma vez que muito chá de gengibre pode causar irritação estomacal.

Saiba mais: Receita de bolo integral de cenoura e gengibre
Receitas de chá de gengibre
Chá de gengibre com canela – Foto: GettyImages
Chá de gengibre com canela – Foto: GettyImages
Chá de gengibre tradicional

Chá de limão siciliano e gengibre

Chá de morango e gengibre

Chá de maçã, canela e gengibre

Chá de folha de amora e gengibre

Quais as contraindicações deste chá?
Pessoas que já têm problemas estomacais ativos, como gastrite e úlceras, não devem consumir o chá de gengibre, pois ele pode piorar a irritação no local. Como o gengibre estimula a circulação sanguínea, pessoas com hemofilia – condição que dificulta a coagulação sanguínea – também não devem consumir o chá. Quem tem alguma cardiopatia, hipertensão, hipotireoidismo ou diabetes deve consultar o médico antes de fazer uso deste chá.

Consumo em excesso
O consumo do chá de gengibre em excesso pode aumentar demais o metabolismo, ainda mais se for combinado com alimentos com cafeína, como o café, e provocar vômitos diarreia, enjoo, irritação no estômago e gastrite.

Receita de Suco Detox para Tomar a Noite

Os sucos detox vem ganhando cada vez mais força entre as pessoas que buscam uma dieta equilibrada e que desejam aproveitar todos os benefícios dos alimentos de forma prática e rápida, já que eles são de simples preparação e consumo rápido, além de terem uma absorção imediata.

A finalidade da maioria das receitas é promover uma desintoxicação do organismo e levar ao corpo nutrientes essenciais que são difíceis de serem introduzidos de uma vez na dieta.

Porém, quando falamos de suco detox para tomar a noite, o cuidado precisa ser redobrado, pois a maioria dos ingredientes encontrados nas receitas são estimulantes naturais e devem ser evitados antes de dormir.

É o caso de proteínas ou chás com cafeína.

Leia também: Phytophen funciona

Para te ajudar nisso, separamos no artigo de hoje uma opção saudável e altamente desintoxicante, por trazer na sua composição básica verduras como a couve, que é excelente para o sistema digestivo, além de ser pouco calórica.

A couve também é uma opção ótima para ser consumida a noite, pois tem propriedades relaxantes e calmantes.

Há estudos que indicam que a couve pode ser eficaz no combate à depressão e problemas de ansiedade.

Leia também: Max Detox reclamações

Leia também:
Conheça alguns Benefícios do SUCO DETOX

Suco Detox que ajuda a eliminar Inchaço e a Emagrecer

Receita de Suco Detox para Desintoxicar o Fígado

Leia também: Kifina funciona

Além da couve, o limão presente nos ingredientes também pode ser consumido a noite, por ser uma fruta leve e não-estimulante.

O limão também é rico em vitamina C e traz melhor absorção de nutrientes – é por esse motivo que é bem comum encontrar receitas de sucos detox com o limão em grandes quantidades.

Devemos também citar a maçã, que foi adicionada tanto para dar um sabor extra ao suco e deixá-lo mais agradável, como também devido às suas propriedades de limpeza do sistema digestivo.

Por fim, a alface roxa, que traz mais saúde devido ao seu número elevado de antioxidantes, que protegem o organismo de doenças em geral. Isso sem mencionar o fato de que a alface roxa é um calmante natural, fazendo com que este suco detox para tomar a noite seja o ideal!

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Receita de Suco Detox para Tomar a Noite

INGREDIENTES
4 folhas de couve grandes
6 a 8 folhas de alface roxa (ela deve ser em maior quantidade devido às suas propriedades calmantes)
1 limão espremido
1 maçã fatiada
Adoçante Stévia ou açúcar mascavo caso seja necessário

MODO DE PREPARO
Separe as folhas de couve no liquidificador com um litro de água
Bata até que fique bem homogêneo
Adicione as folhas de alface roxa
Bata novamente
Adicione o limão espremido e a faça fatiada
Experimente e, se precisar, adiciona açúcar mascavo
Bata novamente

Rendimento: Esse suco rende, em média, 1 litro e pode ser tomado antes de dormir ou até substituir o jantar em alguns dias específicos da semana.

A dica é tomar, no máximo, dois copos.

Lembre-se que os sucos não são como refeições e eles devem ser utilizados com moderação.

E se você gostou da receita de hoje, compartilhe e curta com os seus amigos. Até a próxima!

Dietas low-carb podem te engordar: veja como os

carboidratos podem te ajudar a emagrecer Crédito: Reprodução Dietas low-carb são um sucesso no mundo todo. Na internet, não é difícil achar depoimentos de pessoas que conseguiram emagrecer e melhorar a saúde por reduzir a ingestão de carboidratos. Mas será que esse tipo de dieta realmente é saudável? Quer ter uma alimentação saudável? Veja como conseguir se reeducar! Aprenda 6 dicas para potencializar seu treino e ganhar massa muscular mais rápido Descubra um treino completo para ganhar músculos em 20 minutos Bom, apesar de ter se tornado praticamente um estilo de vida, a dieta low-carb exige cuidados e, antes de cair de boca nesse tipo de restrição alimentar, vale a pena estudar bastante e procurar um nutricionista. Nós resolvemos ir atrás de informações recentes sobre a dieta low-carb, e encontramos dados divulgados por um instituto de pesquisa no Reino Unido. Crédito: Reprodução “A confusão de carboidratos” levou as pessoas a não perder peso, já que evitar carboidratos é insustentável, disseram especialistas do Slimming World, uma organização de perda de peso com sede no Reino Unido que fornece programas de gerenciamento de peso de estilo de vidaOs comentários vieram depois que uma pesquisa descobriu que mais de um terço (37%) das pessoas que fazem dietas usaram dietas modernas de baixo consumo de carboidratos. Dois terços (66%) dos 2.103 entrevistados ouviram que as dietas com pouco carboidrato são melhores para perda de peso. Mas seguir uma dieta low-carb é difícil, já que mais da metade dos entrevistados desistiu porque gosta muito de carboidratos (52%), 46% se sentiram famintos e 30% acharam o processo entediante. AS DIETAS LOW-CARB SÃO PERIGOSAS? CRÉDITO: REPRODUÇÃO Incentivar as pessoas a cortar o pão e a massa branca é “irresponsável”, disseram especialistas da Slimming World, empresa que encomendou a pesquisa da YouGov. “Há um equívoco profundo de que as pessoas devem evitar carboidratos quando estão tentando perder peso”, disse Jacquie Lavin, chefe de nutrição e pesquisa da Slimming World. No entanto, a verdade é que os carboidratos desempenham um papel importante tanto em uma dieta saudável quanto na perda de peso sustentável – e a atual confusão entre os carboidratos está alimentando o problema da obesidade no Reino Unido, onde a pesquisa foi realizada. “A obesidade não só tem um impacto sobre a nossa saúde pessoal, mas coloca uma enorme pressão sobre o nosso Serviço Nacional de Saúde, que tem de lidar com uma série de condições relacionadas à obesidade.” Crédito: Reprodução Há uma evidência crescente de que os alimentos ricos em proteínas e carboidratos são muito mais saciantes que os alimentos ricos em gordura, segundo a pesquisa. Comer alimentos mais densos e com menor consumo de energia (os alimentos que têm menos calorias por grama), que incluem carboidratos como macarrão, arroz e batatas, permite que as pessoas consumam uma grande quantidade de alimentos sem consumir muitas calorias. Chocantemente, quando perguntados se os carboidratos ricos em amido devem ser a principal fonte de calorias em uma dieta saudável e equilibrada, de acordo com a orientação atual do governo, 81% dos entrevistados achavam que isso era um mito ou não tinham certeza se era um mito ou fato. DIETAS LOW-CARB PODEM CAUSAR EFEITO REBOTE Crédito: Reprodução O grupo de perda de peso disse que é importante pensar em soluções de longo prazo que são atingíveis, em vez de métodos de moda passageira de curto prazo.

Leia também: E-book 101 Receitas Low Carb loja

O Dr. Lavin disse: “O que as pessoas precisam é de ajuda e conselhos para perder peso e mantê-lo.” “Aconselhar pessoas com excesso de peso a seguir dietas com baixo teor de carboidratos, que sabemos ser insustentáveis ​​e potencialmente eliminar um grupo de alimentos essenciais para uma dieta saudável e equilibrada, é irresponsável.”, diz. “Isso leva as pessoas ao fracasso e provavelmente as deixará lutando com sentimentos de culpa e baixa auto-estima, além de recuperar o peso que perderam”, completa. Na crise da obesidade, cerca de 58% das mulheres e 68% dos homens no Reino Unido estão com sobrepeso ou obesidade. Nos EUA, a prevalência de obesidade foi de 39,8% em 2015 para 2016. No Brasil, dados inéditos do Ministério da Saúde mostram que 18,9% da população acima de 18 anos nas capitais brasileiras é obesa. O percentual é 60,2% maior que o obtido na primeira vez que o trabalho foi realizado, em 2006, quando essa parcela era de 11,8%. Quer emagrecer ou realmente precisa perder peso? Então, veja como os carboidratos podem te ajudar a emagrecer: CARBOIDRATOS PODEM TE AJUDAR NA SENSAÇÃO DE SACIEDADE Crédito: Reprodução No Slimming World, carboidratos ricos em amido, como macarrão, arroz, batatas, cuscuz e quinoa são considerados “Alimentos Livres”, que você pode comer livremente para satisfazer o seu apetite. “Esses alimentos são volumosos e proporcionam fibras, o que os torna preenchedores e satisfatórios, especialmente quando ingeridos com alimentos que contêm proteínas”, disse Lavin. “Eles vão te encher com menos calorias, enquanto que comer a mesma quantidade de gordura significa que você precisaria consumir muito mais calorias para se sentir satisfeito.” Uma revisão publicada em 2015 na revista Tendências em Ciência e Tecnologia de Alimentos analisou todas as pesquisas sobre saciedade e descobriu que a combinação de proteínas, carboidratos e pequenas quantidades de gordura é a mais propícia à saciedade e à perda de peso. CARBOIDRATOS TE AJUDAM A IR AO BANHEIRO Crédito: Reprodução Segundo a pesquisa, os ingleses não obtêm fibras suficientes e isso pode levar à lentidão e constipação, deixando-nos desconfortáveis ​​e inchados – o que não é bom para a perda de peso ou a nossa saúde. Carboidratos ricos em amido, como arroz, macarrão e verduras contêm fibras, o que te ajuda a ir ao banheiro. Embora as recomendações atuais para a ingestão diária de fibras sejam em torno de 30 gramas por dia, a mulher média britânica, por exemplo, consome pouco mais de 17 gramas por dia. CARBOIDRATOS ESTÃO REPLETOS DE NUTRIENTES Crédito: Reprodução O dr. Lavin disse: “Se você está realmente restringindo ou cortando completamente os carboidratos, o que acontece em muitas dietas low-carb, corre o risco de perder muitas vitaminas, minerais e especialmente fibras”. Carboidratos se transformam em glicose em seu sistema e estes incluem açúcares simples para aqueles encontrados em frutas e legumes, bem como carboidratos ricos em amido encontrados em alimentos como arroz, massas, cereais integrais, leguminosas e legumes. “Os carboidratos ricos em amido fornecem vitaminas e minerais essenciais, especialmente as vitaminas B, que são essenciais para o funcionamento do sistema nervoso e sustentam uma pele saudável”, disse o Dr. Lavin. “Algumas dietas com baixo teor de carboidratos até cortam frutas, vegetais e laticínios com baixo teor de gordura, o que o coloca em risco de deficiências em nutrientes essenciais, como ferro, magnésio e cálcio”. “Carboidratos ricos em amido, tais como arroz integral, milho, cevada, cuscuz e lentilhas são ricos em vitaminas do complexo B e são essenciais para o metabolismo normal e a liberação de energia dos alimentos e para o funcionamento de células sanguíneas saudáveis”, afirmou. CARBOIDRATOS TE AJUDAM A CONTROLAR O PESO Crédito: Reprodução As pessoas podem inicialmente perder peso em regimes com baixos níveis de carboidratos, mas podem não conseguir manter o peso a longo prazo porque cortar carboidratos não é sustentável na vida cotidiana, disse o Dr. Lavin. “É mais difícil ter um plano de perda de peso saudável e sustentável quando você proibiu alimentos, especialmente aqueles de que gosta, que fazem parte da vida cotidiana”, explica. “Cortar os carboidratos torna mais difícil para as pessoas comerem normalmente (por exemplo, quando comem fora) e os coloca em risco de se sentirem privados e ficarem com fome”, completa. Isso pode causar frustração e fazer com que a pessoa desista de emagrecer, acreditando que ela falhou e que simplesmente não pode perder peso. Porém, na verdade foi a dieta restritiva que falhou com ela. CARBOIDRATO É COMBUSTÍVEL Crédito: Reprodução A fonte de combustível preferida do seu corpo é a glicose e, embora ela consiga produzir isso a partir de proteína e gordura, ela é obtida de forma mais rápida e eficiente a partir de carboidratos. “Você também pode queimar gordura como combustível, mas isso não é tão eficiente e não começa a acontecer imediatamente”, disse o Dr. Laving. Claro, você pode obter sua glicose a partir de açúcares simples, como chocolate, bolos ou salgadinhos, mas estes também são de alto teor calórico, eles não vão te encher e fornecem calorias vazias, potencialmente fazendo você querer mais. Não é uma boa ideia. Carboidratos são armazenados em seus músculos como uma substância chamada glicogênio, que o corpo exige energia para alimentar o seu treino.


Leia também: Kifina funciona

De longe, a melhor fonte de combustível para os músculos são carboidratos ricos em amido, especialmente a variedade integral. Experimente comer carboidratos ricos em amido algumas horas ou na noite anterior ao seu treino e você terá um suprimento adequado de glicogênio em seu sistema para impulsionar sua musculação, sua corrida, seu boxe ou qualquer outra atividade física. Por isso, dietas low-carb podem ser perigosas para quem também pratica atividade física com regularidade. SEU CÉREBRO AMA CARBOIDRATOS Crédito: Reprodução Você pode estar evitando carboidratos para perder peso, por exemplo, na dieta cetogênica. Isso estimula a evitação de carboidratos, de modo que o corpo produz cetonas – uma substância que destrói gordura – para usá-lo como combustível. Parece uma ótima ideia em teoria, certo? O Dr. Laving disse: “Seu corpo pode usar cetonas, mas não é uma fonte ideal de combustível, especialmente para o cérebro, que precisa da glicose para funcionar em seu nível mais alto”, ele explica. “Se você usa cetonas como combustível, seu corpo está basicamente no modo de sobrevivência, o que coloca o corpo sob enorme pressão. Com o tempo, esses corpos cetônicos começam a se acumular no sangue e isso pode causar problemas, até mesmo danos nos rins. Mas mesmo a curto prazo, privar o cérebro de sua principal fonte de combustível pode levar a baixa energia, aumento da fome, problemas de sono, náusea e baixo desempenho no exercício, que não favorecem a perda de peso”, conclui. Crédito: Reprodução Os carboidratos estimulam a liberação de serotonina, o neurotransmissor do bem-estar, bem como endorfinas que têm uma função semelhante.


Leia também: Farinha seca barriga funciona

É por isso que você pode precisar de carboidratos quando sente a necessidade de levantar os ânimos. O problema, nesse caso, é que você parte para carboidratos refinados ou açucarados e acaba gerando um efeito negativo. Ao fornecer ao seu corpo uma ingestão regular de carboidratos ricos em amido idealmente algumas vezes por dia, você fornece ao seu cérebro o combustível constante necessário para funcionar de forma ideal e liberar os químicos que você precisa para se manter feliz e em sua jornada de perda de peso. É MELHOR LIMITAR O AÇÚCAR Crédito: Reprodução O açúcar é classificado como um carboidrato, mas não vai ajudar na sua perda de peso – na verdade, ele te impedirá de emagrecer. “O açúcar pode fornecer muitas calorias sem qualquer nutrição benéfica, então você não está recebendo muitas (se houver) vitaminas e minerais com alimentos açucarados”, disse o Dr. Laving. Ele também pode levar a um aumento acentuado nos níveis de açúcar no sangue e um acidente subsequente que pode levar a mais “desejos” e ganho de peso. Então, limite a sua ingestão de açúcar a alguns quadrados de chocolate ou outros pequenos alimentos por dia. CUIDADO COM O TIPO DE CARBOIDRATO QUE VOCÊ CONSOME Crédito: Reprodução O pão é um carboidrato que deve ser ingerido em quantidades medidas e não consumido livremente, como outros carboidratos ricos em amido, como macarrão, batata e arroz. “O pão não contém a mesma quantidade de água que os outros carboidratos e, portanto, não é tão farto”, disse Lavin. “Além disso, as pessoas raramente comem pão por conta própria, geralmente ele é acompanhado de outras coisas ricas em calorias, como manteiga ou geleia. Por outro lado, a massa, as batatas e o arroz formam a maior parte da refeição, ao contrário do pão, frequentemente consumido ao lado da refeição”, explica.


Leia também: Farinha seca barriga funciona

PROCURE POR CARBOIDRATOS COM ALTO TEOR DE FIBRAS E ÁGUA Crédito: Reprodução Grãos como quinoa, milhete e trigo sarraceno, arroz integral e massas, bem como vegetais de raiz, como batata e batata-doce, não são apenas fontes de fibra, mas também ricos em água (naturalmente ou porque são cozidos na água). “Alimentos como macarrão ou arroz absorvem água quando são cozidos, o que pode torná-los muito mais recheados do que os carboidratos mais secos, enquanto ainda fornecem a mesma quantidade ou quantidades ainda maiores de nutrientes e fibras”, disse Lavin. CONTROLE A GORDURA Crédito: Reprodução Dietas com baixo teor de gordura não estão tão na moda quanto dietas low-carb, mas elas realmente levam à perda de peso – em um estudo que analisou todas as evidências publicadas no British Medical Journal em 2012, os pesquisadores fizeram uma revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados sobre dietas com pouca gordura. Eles concluíram que as dietas com baixo teor de gordura levaram a perda de peso a longo prazo estatisticamente significativa. “Recomendamos às pessoas que procurem fontes mais saudáveis ​​de gorduras, como azeite de oliva, abacate, nozes e sementes, mas como a gordura é rica em calorias, também as recomendamos em quantidades limitadas”, disse Lavin. O SEGREDO É SABER COMO COZINHAR Crédito: Reprodução Junto com o que você coloca neles, a maneira de cozinhar seus carboidratos é essencial para onde eles se encaixam em sua dieta. “Se você está assando sua batata, tudo bem”, disse o Dr. Lavin. “Obviamente, cozinhar batatas fritas com muita gordura não ajuda na perda de peso, mas há uma maneira mais saudável de fazer batatas fritas – você as corta em pedaços, as emparelha e as coloca no forno com um pouco de spray de óleo. Se você deixar a casca das batatas, você ainda vai receber uma quantidade extra de fibras”. E aí, perdeu o medo dos carboidratos? Será que as dietas low-carb realmente são interessantes para o seu objetivo?

Os poréns do jejum intermitente

O limite de horas e a prática associada de exercícios devem ser decididos com a orientação de um profissional de saúde


Leia também: Kifina reclame aqui

Tendo o emagrecimento rápido o principal motivador de adesão da estratégia, o jejum intermitente, devido a diversa gama de formas de fazer, ainda carece de estudos científicos. De acordo com Maria Lúcia Diniz Araújo, nutricionista pós-doutoranda pela Universidade Federal de Pernambuco e membro do Conselho Regional de Nutricionistas – 6ª Região (CRN6), “não existem evidências científicas que comprovem uma maior eficácia da utilização da estratégia de jejum intermitente em comparação com outros protocolos como o de dieta hipocalórica, por exemplo”.

Leia também: Jejum Intermitente emagrece

Sobre o assunto
O que comer após as horas de jejum
O que pode o jejum?
Jejum com responsabilidade
Ponderando que se trata de uma estratégia que tem sido cada vez mais estudada, Walmir Coutinho, diretor do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), acredita que “para que seja recomendado rotineiramente, ainda são necessários mais estudos” acerca do jejum.


Leia também: Phytophen reclame aqui
A rotina, o limite de horas sem comer, o tempo a seguir com o jejum são questões ainda não fechadas. De acordo com Coutinho, “não se pode fazer vários dias seguidos de jejum, pois o indivíduo pode ter carência nutricional, mas não existe ainda um período pré-estabelecido como máximo”. É o que também adverte a médica nutróloga da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), Marcela Voris.

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

“O jejum pode ser válido, mas pontual para pacientes que buscam redução do peso corporal, desde que feito com o acompanhamento de um profissional da saúde, como o médico nutrólogo, por exemplo. A prática não deve, entretanto, ser realizada por um período prolongado porque pode desencadear desregulações no sistema nutroneurometabólico, que mantém a regulação corporal e sua disponibilidade energética”, aponta. Para nutricionista Mirella Freire, “não é aconselhável fazer todos os dias nem muito menos por tempo indeterminado”.

Já por quantas horas deve ser feito, Voris recomenda não passar de 24 horas de jejum. Enquanto a endocrinologista Maria Fernanda Barca sugere que 18 horas seja o limite máximo de tempo sem ingestão calórica. “É aconselhado começar com o de 8 horas e só depois ir estendendo, em um período que seja confortável para o paciente”, indica Voris.

Até mesmo o emagrecimento que o jejum provoca tem de ser avaliado, cometa Lara Natacci, nutricionista, mestre e doutora pela Faculdade de Medicina da USP, coordenadora da comissão de comunicação da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (Sban). “O emagrecimento ocorre em função do déficit calórico. Ocorre perda de gordura, mas também de massa magra, o que pode afetar negativamente o metabolismo”, alerta. Para evitar isso, o jejum deve ser associado a prática esportiva.

Após três meses seguindo o jejum em dias alternados, a dentista Gabriela Passaglia, 21, relata não ter perdido peso, mas trocou cerca de três quilos de massa gorda por músculos, conforme o seu acompanhamento nutricional. Isso foi possível graças à dieta e à musculação. Sem sentir fome pela manhã, Gabriela faz os exercícios nas primeiras horas do dia, em jejum, e diz não sentir diferença na disposição.

O risco da compulsão

Especialista indicam que a dieta pode mascarar ou favorecer distúrbios alimentares, como a anorexia, e compulsões. De acordo com Walmir Coutinho “existem estudos ligando a prática de restrição calórica (mesmo que não o jejum, mas qualquer tipo de dieta) ao aparecimento de compulsão alimentar”. Voris aponta que “estudo científico feito em animais mostra que, embora esse tipo de dieta possa promover redução no ganho de peso e trazer alguns benefícios para a saúde, há também consequências indesejáveis. Uma dessas consequências é que a dieta altera o controle do apetite no hipotálamo, fazendo com que os ratos tenham fome o tempo todo, mesmo quando comem”.

Massagem redutora, modeladora e drenagem linfática: saiba diferenciar cada uma

Aprenda as diferenças e os diversos benefícios de cada uma

Redutora, modeladora e drenagem linfática: muita gente confunde esses três tipos de massagem justamente porque seus objetivos são parecidos – driblar a celulite e a gordura localizada. O tratamento completo tem de oito a doze sessões – já é possível notar uma melhora após a primeira. Tire suas dúvidas sobre as técnicas.

Drenagem linfática
A técnica manual é a campeã de audiência nas clínicas de estética. Merecidamente: esse tipo de massagem, que deve ser feita com movimentos delicados e rítmicos, varre as toxinas do organismo, elimina o inchaço e colabora com a oxigenação da pele, suavizando o aspecto da celulite. A sessão dura aproximadamente uma hora.

Tem que doer para fazer efeito?

“De jeito nenhum!”, garante a esteticista Cláudia Fontenele, de São Paulo. “O objetivo dela é só agilizar o fluxo da linfa, ou seja, melhorar um processo que o nosso organismo faz naturalmente”, diz. “E, como a linfa trabalha de forma vagarosa, a massagem deve ser suave, relaxante até”, garante.

Tudo bem se deixar hematoma?

Também não. “Isso indica que houve rompimento de algum vaso capilar, ou seja, uma pressão muito forte”, fala a esteticista.

Pode ser associada a outra massagem?

Pode, mas deve ser feita sempre depois da redutora ou da modeladora.

A drenagem consegue reduzir a gordura localizada?

Sim, porque ativa o metabolismo, facilitando a eliminação da adiposidade.

Precisa usar creme?

Não necessariamente, mas o produto facilita o deslize das mãos.

Massagem modeladora
Muito confundida com a drenagem linfática, essa massagem sob medida para desenhar curvas é realizada com maior vigor e – importante – no corpo todo. A esteticista pressiona os pontos de celulite e de acúmulos de gordura e, assim, suaviza esses problemas. Cada sessão dura de 40 minutos a uma hora.

Tem que doer?

Dói um pouco, sim, mas dá para aguentar.

Tudo bem se deixar hematoma?

Ela pode até deixar, dependendo da sensibilidade de cada pessoa.

Tem que usar creme?

O uso de cosméticos específicos, com ativos que atuam na queima da gordura, pode ajudar a potencializar o resultado.

Leia também: Kifina é bom

Massagem redutora
É feita com movimentos de deslizamento e amassamento profundos, seguindo um ritmo acelerado. De acordo com Cláudia Fontenele, a diferença da massagem modeladora para a redutora é que a última é aplicada somente em áreas específicas, como abdômen e culote.

Leia também: massagem redutora funciona

O profissional também usa acessórios para potencializar a ação das manobras. Os efeitos aparecem se você fizer, no mínimo, uma sessão por semana. Dura cerca de 40 minutos.

Tem que doer?

Pode doer, sim. Tudo depende da sua sensibilidade e da experiência da esteticista.

Leia também: Phytophen é bom

Tudo bem se deixar hematoma?

Marcas roxas significam que algum vasinho estourou – então, não pode.

Tem que usar creme?

Leia também: Farinha seca barriga é bom

Os cremes redutores podem ajudar no resultado, mas os dermatologistas dizem que não há estudos científicos de peso que justifiquem o seu uso.

20 opções de chás naturais para emagrecer

A ingestão dos chás deve ser aliada com a prática de exercícios físicos e com uma dieta leve

Os chás são sempre excelentes acompanhamentos para quem pretender emagrecer, sendo um eficaz substituto de outras bebidas mais calóricas. Conheça 20 receitas de bebidas naturais que contribuem para a perda de peso.

No entanto, é importante salientar que a ingestão dos chás para o emagrecimento deve ser aliada com a prática diária de exercícios físicos e o consumo de uma dieta leve.

Chás para emagrecer
1. Chá de canela

O chá de canela consegue controlar os níveis de açúcar no organismo (Foto: depositphotos)

A canela é responsável por ajudar a controlar os níveis de açúcar no organismo do indivíduo. Isso acaba tendo um impacto na fome e no armazenamento de gordura, pois quando a glicose está regulada, haverá menos apetite e o corpo saberá usar a gordura como fonte de energia, no lugar de armazená-la.

Faça decoção de uma porção de casca da canela e ferva com uma xícara de água. Deixe no fogo por mais cinco minutos e depois desligue. Abafe a bebida até amornar e consuma.

2. Chá de gengibre
A bebida natural ajuda a melhorar o sistema digestório, controlar os níveis de glicose no organismo e ainda manter a fome controlada por um período de tempo maior.

Ferva um litro de água e acrescente duas colheres (de sopa) de gengibre ralado. Depois de fervido, desligue o fogo e abafe o recipiente por alguns minutos. Depois consuma.

3. Chá de gengibre com abacaxi
A mistura de gengibre com o abacaxi ajuda a acelerar o metabolismo, aumenta a sensação de saciedade e, por ser rico em fibras, contribui para o funcionamento do intestino.

Misture um litro de água com a casca de meio abacaxi e de uma laranja com uma colher (de sopa) de gengibre.

Leve ao fogão para ferver durante três minutos. Depois de fervido, desligue o fogo e acrescente a 10 gramas de carqueja. Deixe repousando por alguns minutos e coe antes de consumir.

Consuma a bebida entres as três principais refeições do dia.

4. Chá verde
A bebida acelera a queima de gordura, sendo uma ótima opção de bebida natural para ser ingerida antes da prática de exercícios físicos.

Coloque uma colher (de sobremesa) de chá verde em um recipiente e despeje água quente sobre ele. Abafe a bebida por alguns minutos e coe antes de consumir.

O indicado é ingerir três xícaras de chá verde por dia, evitando ingeri-lo tarde da noite, pois a bebida contém cafeína.

Veja também: Chá de salsa emagrece? Veja e fique sabendo

5. Chá verde com amora
O chá verde também pode ser uma ótima receita para emagrecer quando unido com a amora. A bebida contribui para desinchar o corpo, controlar o apetite, aumentar o metabolismo do organismo e ainda contém propriedades diuréticas.

Para preparar a bebida, separe uma colher (de chá) de folhas secas de amora e de chá verde em um recipiente e adicione água fervente. Tampe por dez minutos e coe antes de beber. Consuma-o antes do almoço e jantar.

6. Chá de hibisco

O chá de hibisco combate a retenção de líquido (Foto: depositphotos)

Uma das principais causas do tão incômodo inchaço na barriga é a retenção de líquido. O chá de hibisco contém propriedades que ajudam a combater essa retenção, além de regularizar o intestino.

Leve um litro de água misturado com uma colher (de sopa) de flor de hibisco e deixe ferver. Depois de pronto, abafe o recipiente por dez minutos e coe antes de consumir. Beba, no máximo, dois litros da bebida por dia.

7. Chá de hibisco com canela
A junção da canela com o hibisco resulta em uma bebida que ajuda a diminuir a retenção de líquido, aumentar o metabolismo do organismo e contribuir no processo da digestão.

Coloque um litro de água para ferver e adicione uma colher (de sopa) de hibisco e cavalinha e um pau de canela. Depois de fervido deixe o recipiente abafado por cerca de dez minutos. Coe antes de beber.

Consuma a bebida três vezes por dia, trinta minutos antes das principais refeições.

8. Chá de oolong
O chá oolong tem propriedades antioxidantes, que além de proteger o organismo contra inúmeras doenças, ainda ajuda a manter o metabolismo acelerado.

A bebida também contribui para a queima mais rápida de gordura, além de manter controlados os níveis de açúcar do sangue.

Assim como o chá verde, o chá oolong possui cafeína, sendo um ótimo substituto do café, já que é uma bebida mais leve que ele.

Duas xícaras de chá oolong já podem acelerar seu metabolismo e te ajudar a queimar gordura mais rápido.

Ferva um litro de água e, em seguida, desligue o fogo. Adicione sete colheres de Camellia Sinensis e deixe abafado por cinco minutos. Consuma o chá duas vezes ao dia.

9. Chá de alcachofra
Desintoxica o organismo, acelera o metabolismo e facilita o processo de digestão.

Esquente uma xícara de água e quando ferver, desligue o fogo e acrescente uma colher (de chá) das folhas de alcachofra. Deixe o recipiente abafado por dez minutos, coe e tome três vezes todos os dias.

Veja também: Chá de casca de laranja emagrece?

10. Chá de cavalinha
Muitas pessoas que sofrem de ansiedade e estresse acabam descontando a tensão na comida, contribuindo para o aumento do peso.

O chá de cavalinha, além de ajudar na retenção de líquidos, controla problemas de ansiedade, reduzindo a compulsão por comida.

Coloque uma xícara de água para ferver e quando estiver fervida, coloque em um recipiente e adicione uma colher (de chá) de folhas de cavalinha. Deixe abafado por dez minutos e coe antes de consumir, bebendo três xícaras por dia.

11. Chá de hortelã

Esse chá é uma ótima opção para controlar a sensação de fome (Foto: depositphotos)

Uma bebida com poucas calorias, o chá de hortelã também é uma ótima opção para controlar a sensação de fome e ajudar no relaxamento.

O chá de hortelã também é uma excelente fonte de fibras, ajuda a queimar gordura, traz movimentações saudáveis ao intestino e previne inchaços e celulites.

Coloque três colheres de folhas secas (trituradas) de hortelã e uma xícara de água quente em cima. Deixe repousando por dez minutos e consuma três vezes ao dia.

12. Chá branco
O chá branco também ajuda a acelerar o metabolismo, é um diurético natural, ajudando a eliminar inchaços e ainda é um poderoso anti-inflamatório.

Coloque um litro de água para ferver e quando levantar fervura, desligue o fogo. Acrescente duas colheres (de sopa) na água e deixe abafado. Consuma um litro da bebida por dia, preferencialmente fracionado em quatro vezes.

13. Chá de dente de Leão
O chá de dente de leão ajuda a eliminar todas as toxinas do organismo, contribuindo para manter o fígado saudável, algo fundamental em processos metabólicos que afetam diretamente o peso.

Ferva um litro de água e adicione duas colheres (de sopa) da planta. Quando ferver, desligue o fogo e deixe abafado por dez minutos. Depois, coe a bebida e consuma-a três vezes ao dia.

Leia também: Kombucha funciona

14. Chá mate com limão
O chá mate com limão aumenta a sensação de saciedade e facilita a queima de gordura, pois aumenta o metabolismo. Além disso, diminui o inchaço e o volume do corpo, pois possui ação diurética que ajuda na retenção de líquidos.

Coloque duas colheres (de chá) de mate em uma xícara e esprema meio limão. Depois adicione uma xícara de água fervente e deixe abafado por dez minutos. Consuma três xícaras ao dia.

Leia também: Phytophen funciona

Veja também: Como fazer chá de cravo

15. Chá de erva-mate
Uma bebida rica em antioxidantes, cafeína, minerais, aminoácidos e diversas outras propriedades que ajudam a estimular o sistema nervoso, aumentar o metabolismo, diminuir o apetite e ainda promove o relaxamento.

Leia também: comprar Kifina

Coloque um litro de água no fogo e diminua a intensidade da chama antes de ferver. Coloque duas colheres (de sopa) de erva-mate e desligue. Deixe o recipiente abafado por dez minutos. Consuma um litro da bebida por dia, intercalando entre as principais refeições.

16. Chá de boldo

O chá de boldo é um poderoso diurético (Foto: depositphotos)

O boldo contém propriedades responsáveis por estabilizar os níveis de açúcar no sangue, reduzindo o desejo por doces e comidas gordurosas, é antioxidante e um poderoso diurético.

Ferva uma xícara de água e despeje-a em uma xícara com uma colher (de chá) de folhas de boldo picado. Deixe o recipiente descansar por dez minutos e coe em seguida. Consuma a bebida três vezes ao dia.

17. Chá de feno-grego e alcachofra
Uma mistura extremamente rica em fibras, o chá de feno-grego e alcachofra ajuda a soltar o intestino, além de aumentar o metabolismo e contribuir para desinchar o corpo.

Coloque meia colher (de chá) das sementes em pó e uma colher (de chá) de folhas secas de alcachofra em uma xícara. Adicione 150 ml de água fervente e deixe repousar por dez minutos. Consuma a bebida coada e três vezes ao dia.

18. Chá de carqueja
O chá de carqueja ajuda a regular o funcionamento do intestino, evitando prisão de ventre e gordura abdominal.

Coloque um litro de água para ferver, apague o fogo e adicione uma colher (de chá) da erva, deixando repousar por dez minutos. Coe e consuma três xícaras ao dia.

19. Chá de pétalas de rosa

Esse chá favorece o funcionamento dos rins, possibilitando a liberação de toxinas (Foto: depositphotos)

Um diurético suave e natural, as pétalas da rosa estimulam os rins a liberarem sódio através da urina, garantindo a limpeza do organismo.

Depois de lavar as rosas, coloque dez pétalas em um litro de água e leve para ferver. Desligue o fogo e deixe o recipiente descansar por alguns minutos. Consuma duas vezes ao dia.

Com diferentes nutrientes, leite pode ajudar no emagrecimento saudável

Com uma rotina corrida, nem sempre é fácil encontrar formas de manter uma dieta saudável e fazer boas escolhas quando o assunto é alimentação. Mas com o verão batendo à porta, muita gente se preocupa em perder aquele peso extra que às vezes insiste em aparecer nos meses de inverno.

Um alimento que cada vez mais se destaca como aliado de dietas é o leite. Os esclarecimentos da nutrição e a máxima de que qualquer dieta saudável demanda o consumo de diferentes grupos alimentares faz com que o leite seja consumido com frequência no dia a dia. Agora, ele se apresenta também como um parceiro das dietas de quem quer perder peso. E a nutrição tem explicações para isso.

Segundo a nutricionista Gisele Dallazen, as proteínas e lipídios em sua composição ajudam a aumentar a sensação de saciedade e acabam reduzindo o consumo calórico em determinadas refeições. O mesmo princípio faz com que a bebida contribua para deter aquela vontade incontrolável de comer doces.

Leia também: melhores Dietas de emergência

– As proteínas encontradas no leite são nutrientes que demandam mais tempo de digestão se comparadas com os carboidratos, portanto, uma dieta proteica pode ajudar na perda de peso – esclarece a nutricionista.
Juntamente com as proteínas, o cálcio, um dos principais nutrientes encontrados no leite, também atua na manutenção da massa magra durante o processo de emagrecimento. Ou seja, aliados a uma dieta equilibrada, favorecem a perda de gordura e a manutenção da massa magra.

Leia também: comprar Kifina

Leia também: Phytophen é bom

Que tipo de leite beber?
Para adultos que estão de dieta, a orientação de nutricionistas é consumir o leite com menor teor de gordura:

– Para manter o peso, é importante optar pelas versões de leite desnatado. Apesar de ter menos gordura, as quantidades de proteínas e cálcio permanecem inalteradas no produto – explica Gisele.

O leite desnatado possui menos gordura e, portanto, menos calorias. Em comparação com leite integral, a bebida desnatada traz a mesma quantidade de proteínas, cálcio e nutrientes, mas com a vantagem de diminuir a soma calórica no fim do dia.

Desde que aliado a uma dieta variada e adequada às suas necessidades, o consumo de leite pode ajudar a ter uma vida mais saudável e mais saborosa. Inclua o leite em diferentes refeições do seu dia e aproveite os benefícios deste alimento tão completo.

5 Farinhas que Emagrecem

Algumas farinhas auxiliam no processo de emagrecimento, e têm se tornado cada vez mais populares, por serem práticas e muitas vezes fáceis de serem encontradas. Ricas em fibras, vitaminas e minerais, eliminam peso de forma saudável, sem comprometer a saúde do organismo.

Leia também: Farinha seca barriga Anvisa

Saciam a fome e ainda equilibram o metabolismo, reduzindo assim a absorção de açúcar e gordura pelo organismo. Regulam o apetite, atrasando o esvaziamento gástrico: ou seja, a fome demora mais a aparecer e ainda de quebra, as farinhas fazem uma verdadeira “limpeza” no organismo, eliminando toxinas.

As fibras contidas nas farinhas aumentam a absorção das vitaminas e dos minerais, melhorando o funcionamento do organismo como um todo, favorecendo a perda de peso. Mas o resultado só aparece se você consumir de forma continuada. É também importante beber bastante água para facilitar a ação das fibras.

Como consumir a farinha?
A farinha pode ser acrescentada em sucos, iogurte, frutas, sopas e até na própria comida. O recomendado é que se consuma 2 colheres de sopa da farinha por dia.

Leia também: Phytophen Anvisa

Outra recomendação é alternar entre as farinhas, escolhendo dois ou três tipos. Assim, você garantirá nutrientes diferentes ao organismo. Na hora da compra, evite farinhas sem identificação do produto, ou se o armazenamento estiver inadequado, pois alguns tipos de farinha podem se oxidar e tornarem-se inadequadas para o consumo.

E quais farinhas ajudam no emagrecimento?
São várias as opções de farinhas que podem ser usadas por quem quer perder peso. Para ajudar na escolha, fiz uma seleção com 5 farinhas para emagrecer. Saiba mais sobre as suas propriedades:

Farinha de Maracujá

Em geral, as fibras ajudam a promover a sensação de saciedade. Porém, a fibra contida na farinha de maracujá é especial: é a pectina, uma fibra do tipo insolúvel. Sua propriedade mais importante é de absorver líquido e então se tornar um gel, capaz de reter por mais tempo o bolo alimentar no estômago e intestino, tornando a absorção dos nutrientes mais lenta. O resultado é a sensação de saciedade por mais tempo, evitando a fome e um maior consumo calórico.

Farinha de Berinjela

É rica em fibras, que, assim como na farinha de maracujá, ajudam a regular o funcionamento do intestino e também dão a sensação de saciedade e resultam em menos fome por mais tempo.

A berinjela é rica em vitaminas A, C e no complexo B, que colaboram para melhorar visão e as defesas do corpo. Além disso, é um legume rico em água, que apresenta pouca gordura. Na casca da berinjela estão substâncias que ajudam a prevenir o câncer. A farinha de berinjela tem até dez vezes mais fibras que a berinjela in natura, por isso é tão eficiente na redução da fome.

Farinha de Banana Verde

O forte dessa farinha é o amido resistente. Ele reduz a carga glicêmica da refeição evitando os picos de açúcar no sangue e o aumento da produção de insulina – hormônio que, em excesso, faz o organismo estocar gordura. Este amido também ajuda o intestino funcionar melhor, facilitando a perda de peso.

A farinha da banana verde tem sabor neutro e pode ser utilizada em diversas preparações, inclusive substituindo a farinha de trigo.

Farinha de Feijão Branco

O feijão branco é rico em Faseolamina A, uma proteína que inibe a digestão dos carboidratos e que diminui a absorção de açúcares pelo nosso organismo. Sendo assim, torna-se uma grande aliada no emagrecimento.

O consumo da farinha de feijão branco reduz em até 20% o índice de carboidratos absorvidos durante as refeições. Na prática, é como se você tivesse consumido uma porção menor. Sua grande quantidade de fibra faz aumentar a velocidade do trânsito intestinal e acelerando o metabolismo e auxiliando o processo de emagrecimento.

Farinha de Linhaça

Na forma de farinha, a linhaça se mostrou ainda mais eficiente para afinar a cintura. Isso porque o ômega 3, guardado dentro da semente, fica mais acessível e deixa as células menos inflamadas.

Essa gordura boa ainda interfere na leptina – hormônio que controla o apetite. Triture a semente em casa para preservar o ômega 3. Outra opção é comprar a farinha estabilizada, mas, ainda assim, armazene-a num pote escuro e na geladeira.

Atenção: é importante lembrar que o uso de todas essas farinhas no emagrecimento atuam como coadjuvante, ou seja é necessário também ter uma alimentação saudável além da prática de exercícios físicos.

Onde encontrar?
A maior parte das farinhas você pode fazer em casa, mas se você não tiver tempo, as farinhas são encontradas em casas de produtos naturais. Na Natue, você encontra algumas delas

Dieta da Mimis: como eu eliminei 33kg de forma saudável 2262

Dieta da Mimis: como eu eliminei 33kg de forma saudável 2262

Como eu falei lá do comecinho do blog (ler AQUI e AQUI), alguns processos me ajudaram muito na busca do meu objetivo de emagrecer. Foram eles: a reeducação alimentar, os exercícios, a psicoterapia e a homeopatia.

Hoje vou falar mais especificamente sobre a minha dieta de emagrecimento, que durou 10 meses e onde eliminei 33 quilos.

Eu já me considerava expert em dietas, pois vivi o efeito sanfona a vida inteira (ler AQUI e AQUI) e já tinha emagrecido e engordado muitas vezes na minha vida. Então, quando decidi emagrecer, achei que faria sozinha, pelo menos no começo, pois me achava capaz.

Mas, na primeira consulta com a homeopata (ver nesse POST), resolvi experimentar uma nutricionista nova da clínica. Ela trabalhava com nutrição funcional e apesar de ter me ensinado várias coisas legais (o pão que uso até hoje foi dica super dela), eu não me encaixei nas teorias de corte de lactose e glúten, visto que eu não tenho e nunca tive intolerância a eles. Achava que o gordinho já precisa se privar de tanta coisa na dieta, e retirar leite e derivados (e o meu amado iogurte), bem como os pães e etc seria demais sacrificante para mim.

Então resolvi retornar a uma nutricionista que eu já conhecia de outras vidas, quer dizer, dietas. E embora eu já estivesse em dieta por conta própria (e bem certinha, por sinal), acreditei que ter um profissional apoiando e recomendando variações e corrigindo os erros seria mais fácil, já que a jornada iria ser longa.

Um bom nutricionista avalia não só seu peso e altura. Ele avalia seu dia a dia. Que horas você acorda, trabalha, faz as refeições e dorme. Assim, ele pode montar seu cardápio de acordo com sua necessidade para alcançar os melhores resultados.

Meu dia a dia na semana era tranquilo. Eu passava a semana sozinha e fazia as principais refeições em casa e os lanches fora. Fácil. Mas eu tinha uma complicação. Viajava bastante e nos finais de semana o maridão (que é daqueles magros de dar raiva, sabe? come come come e não engorda?) estava em casa. Esses eram portanto, os meus maiores desafios: viagens e finais de semana.

Optamos por fazer o seguinte: restringir bastante a dieta durante os dias de semana e fazer alguns extras no final de semana ou viagens. E foi assim que funcionou para mim.

Nos dias de semana eu fazia cerca de 6 refeições/dia, que eram: café da manhã, lanche 1, almoço, lanche 2, lanche 3, jantar. Nunca tive fome na ceia, então não comia nada antes de dormir.

E nos finais de semana eu variava um pouco, pois acordava mais tarde e almoçava mais tarde também.

Minha dieta era baseada em alimentos saudáveis, dando preferência para pães e arroz integrais, grãos, cereais, frutas, vegetais, legumes, carnes magras e iogurtes (receita AQUI) e queijo magro.

Durante a semana, as calorias eram poucas, visto que eu praticava muito exercício. Acredito que eram cerca de 1200 dia. Atenção! As calorias devem ser calculadas conforme a sua necessidade.

E nos finais de semana eu tinha uma folguinha: 2 extras. Eu tinha direito a uma refeição saudável (permitida na dieta) sem controle de quantidade. E outra opção a escolher: 2 doses de álcool ou 1 prato livre em alimentos ou 1 doce. Esse segundo extra, me dava folga para aproveitar nas viagens e/ou ir a algum restaurante.

Então durante a semana era mais ou menos assim:

Café: 2 fatias de pão integral com queijo ou peru e uma fruta ou suco pouco calórico.

Pão torrado com peito de peru

Lanche 1 e 2: frutas, barrinhas de cereais, iogurte, ou qualquer coisa saudável que não ultrapassasse 100 calorias.

Almoço: 1 porção de carne magra (150g de frango, 100 de carne vermelha ou 180 de peixe branco) + legumes + vegetais a vontade + 1 porção de carboidrato, de preferência integral (3 colheres de arroz, massa, batata, polenta). * Lembrem-se que toda a minha culinária é feita sem óleo, o que diminui bastante as calorias da dieta.

Ah! Eu gostava muito de comer os legumes e a salada enquanto preparava o prato principal. Ainda faço isso até hoje e essa técnica diminui a fome e a ansiedade na hora da refeição. Ou então, fazer uma receita apenas e encher de legumes para aumentar o prato, como esse risoto de Frango . Sim, sou gulosa 🙂

Leia também: Fit Mzt anvisa

Frango xadrez

O lanche 3 variava um pouco. Podia ser um sanduiche leve (como ESTE).

Sanduíche de atum

Ou iogurte e frutas (receita AQUI) E às vezes ele me deixava sem fome para jantar.

Salada de Frutas

Jantar: repeteco do almoço ou legumes, vegetais e 1 porção de carne magra. Outra opção eram os sanduíches (ver AQUI) ou wraps ou pizzas de pão sírio (sem queijo). Algumas épocas eu jantava apenas proteínas e legumes a noite, outras épocas podia repetir a dose do almoço e o lanchinho 3 era menor. Essas variações de calorias na dieta são importantes para o metabolismo não baixar demais e você não entrar no efeito platô.

Sanduiche de Frango e cottage

Ceia: uma fruta ou iogurte que eu raramente comia.

Portanto se contabilizarmos as calorias, eram distribuídas aproximadamente assim:

Café: 200 cal

Lanche 1: 100 cal

Almoço: 350 a 400 cal

Lanche 2: 100 cal

Lanche 3: 150 cal

Jantar: 250 a 300 cal

O grande diferencial e sucesso da minha dieta, foi a minha criatividade na cozinha. Sabendo quais alimentos era importantes para mim, eu criava várias receitas (ver AQUI) no dia a dia. Essa receitas eu compartilho com vocês aqui no blog, no instagram @blogdamimis e na fanpage. Aproveitem!

E quanto aos suplementos, eu começei a tomar whey protein somente da metade do processo em diante, pois praticava muito exercício e a nutri achou melhor suplementar. Então eu tomava como substituto de um lanche, pós academia. E caseína foi somente depois que já tinha emagrecido tudo que queria e comecei a dieta de hipertrofia. Você pode ler mais AQUI.

E nos finais de semana eu mantinha o mesmo e tinha meus 2 extras, como citei. Importante frisar: fazia chuva ou sol lá estava eu praticando atividade física, todos os dias da semana, como você pode ler AQUI.

E meus extras? Ahhh! Eram bem aproveitados! Maridão sempre deixava eu escolher o que eu queria de especial. Podia ser uma massa com filé, ou um risoto de camarão no capricho. Gostava também de tomar minha tacinha de vinho tinto. Outra coisa que fazíamos muito eram churrascos e então desenvolvi uma técnica para não extrapolar (veja AQUI). Até feijoada entrava no cardápio (AQUI).

Leia também: Phytophen bula

E foi assim, desenvolvendo meus conhecimentos culinários em prol da dieta, que alcancei meus objetivos. Afinal, a gente também come com os olhos, né? E mais, se não variarmos a dieta, a chance de abandonar tudo é grande.

Ah! E atualmente, quando viajo ou saio de férias e minha alimentação muda um pouco, eu volto mais inchadinha, e aí faço essa dieta de ataque que postei AQUI.

Aqui no blog posto todas as minhas receitas, espie AQUI e divirta-se se alimentando com prazer e saúde.

Hoje eu faço a minha dieta sozinha, pois aprendi muito em todo esse processo. Mas super indico o trabalho desses profissionais tão importantes, que são os nutricionistas, para um trabalho sério e resultados efetivos.

Quero que vocês assistam esse vídeo AQUI onde conto um pouco da minha história e mostro minhas fotos de antes e depois.

Como eu sempre falo, não há fórmula mágica. Há dedicação, determinação, persistência e foco. Esses são os segredos para chegar no seu objetivo. Bora encarar?

Leia também: Kifina Anvisa

Woman Sek – Como funciona?

Woman Sek – Como funciona?

TEMPO DE LEITURA: MENOS DE 1 MINUTO

Neste artigo irei falar um pouco sobre Woman Sek funciona e como funciona, preste bem atenção e leia com calma para que você entenda todo o artigo.

Você quer emagrecer rápido sem fazer dietas malucas ou se matar por horas e horas na academia? Vamos entender como Woman Sek age no seu corpo com sua fórmula ativa durante 24h do seu dia.

➤➤➤ Saiba mais sobre Woman Sek

O que é Woman Sek
No momento em que você toma o Woman Sek, sua fórmula concentrada de inibidores de apetite e agem formando um gel protetor no seu estômago, impedido que a gordura dos alimentos vá para sua corrente sanguínea.

E ao mesmo tempo inibindo apetite e reduzindo a ansiedade fazendo com que você coma menos.

E os efeitos não param por aí na medida que seu organismo vai absorvendo o Woman Sek entra em ação, todo seu poder termogênico queimando a gordura corporal mesmo que você esteja parado.

E sem a necessidade de fazer exercícios físicos cansativos porém o mais incrível acontece durante o sono.

O que acontece quando tomar Woman Sek
Quando entra em ação os ingredientes aceleradores do metabolismo que possuem a impressionante capacidade de reduzir nossa gordura abdominal enquanto dormimos.

E isso tudo de maneira 100% saudável, Woman Sek usa apenas ativos naturais de ação prolongada em sua fórmula e por ser 100% natural não tem nenhuma contra indicação e não possui nenhuma restrição para o uso continuado.

➤➤➤ Saiba mais sobre Woman Sek

O que dizem os estudos sobre Woman Sek
Um estudo clínico realizado com 100 voluntários testou o Woman Sek e os resultados mostraram que, com apenas duas cápsulas por dia, os pacientes atingiram uma redução média de 5kg.

Leia também: Kifina

Somente nos primeiros 10 dias os estudos comprovaram que o Woman Sek reduz drasticamente a gordura corporal remodelando a silhueta.

O mesmo estudo apontou que os efeitos do Woman Sek foram similares aos efeitos de uma dieta Detox rica em nutrientes.

Woman Sek funciona mesmo
Chegou ao Brasil um jeito simples e extremamente eficaz de perder peso um emagrecedor dos sonhos com fórmula 100% natural com ação 24h do seu dia.

Leia também: Phytophen funciona

E que se adapta à sua rotina agora você não precisa mais sofrer para emagrecer existe o Woman Sek Perca Peso Já! Mude de vida agora!

Vou deixar o link da pagina oficial por que estava vendo alguns videos na Internet e resolvi comprar mais não veio o produto até a minha casa, então achei o site oficial e pedi de novo o produto.

Com 7 dias chegou em minha casa e não paguei nenhum frete, tomem cuidado com produtos falsos ou paginas falsas.

Womax É Bom Mesmo? – Como Emagreci 16 kG em 12 Semanas?

Womax É Bom Mesmo? – Como Emagreci 16 kG em 12 Semanas?

Você está aqui para saber mais sobre o Womax, né isso? Então, você está com sorte, pois aqui eu vou dizer tudo o que você tem que saber antes de confirmar seu pedido.

Desde que comentei que havia começado a usar o produto, muitas pessoas me mandaram e-mails querendo saber mais sobre o Womax.

Foram muitos e-mails mesmo, então, resolvi fazer este artigo para falar para você aqui os pontos mais positivos que acho importante ressaltar e detalhar aqui.

Logo, se você deseja saber mais sobre o produto, então, aposto que este artigo vai te ajudar muito, então, continue lendo, pois, aposto que este artigo vai te ajudar muito.

Já no próximo tópico eu vou detalhar mais a respeito desse produto, então, continue lendo e saiba tudo até o final.

Womax – Entendo Melhor
Agora você vai entender os pontos mais importantes a respeito desse produto.

O Womax é um produto totalmente natural e contém uma fórmula exclusiva e que tem feito muita gente mudar de vida.

Tanto que é bem comum ver depoimentos de pessoas que já usaram e tiveram ótimos resultados com o produto.

Eu mesma emagreci muito — vou detalhar isso um pouco mais para frente.

Se você já conhece outros medicamentos deve saber que existem vários e que provocam terríveis efeitos colaterais.

Esses produtos convencionais trazem mais problemas do que resolvem eles.

Já o Womax, além de auxiliam na eliminação de gordura corporal, combate vários outros problemas dos quais eu vou falar mais à frente.

Continue comigo e saiba tudo o que precisa para garantir os melhores resultados possíveis.

Benefícios Principais
Como eu já detalhei para você, o Womax funciona muito bem e é um produto natural livre de qualquer efeito colateral.

Sua fórmula contém fibras naturais que agem de maneira dupla: absorvendo todo o excesso de gordura e eliminando-as do seu organismo.

Isso já vai te ajudar a ter uma vida mais saudável, sem falar na gradativa perda de peso que você vai conseguir obter, ok?

Confira alguns dos principais benefícios que você pode conseguir obter com esse produto:

Eliminação de Gordura Localizada;
Melhora do Sistema Imunológico;
Controle do Apetite;
Melhor funcionamento das funções gastrointestinais;
Redução da Flacidez Deixando Sua Pele Mais Bonita.
Essas são as principais vantagens do produto. Realmente vale muito a pena usar, você não vai se arrepender, garanto.

Leia também: Kifina funciona

Usando o Produto…
Agora vamos falar um pouco sobre os meus resultados com esse produto.

De início, quando eu ainda estava procurando algo para me ajudar a emagrecer, eu simplesmente testava de tudo, mas não conseguia obter resultado nenhum.

Então, comecei a procurar algo que realmente pudesse me ajudar, então, foi assim que eu acabei descobrindo o Womax.

Consultei algumas pessoas que já tinham usado e elas disseram que valia muito a pena e que conseguiram perder bastante peso.

Então, eu não poderia ficar de fora e fiz o meu pedido. Quando o produto chegou já comecei a usar todos os dias.

A cada semana que passava eu conseguia notar meu corpo mudando e os resultados foram realmente muito bons.

Depois de umas 12 semanas eu tinha perdido cerca de 16,5 KG.

Eu simplesmente não esperava emagrecer tanto, realmente foi algo que mudou minha vida para sempre.

Hoje e sou outra pessoa. E é isso.

Se você deseja emagrecer de uma vez por todas e de forma natural, eu não conheço produto melhor.

Fica a dica para você.

Além disso, eu arrumei um link promocional e exclusivo para quem acessa meu blog. Para ter acesso é só clicar abaixo e aproveitar:

COMPRAR Womax COM DESCONTO

Causa Reações Colaterais?
Eu já disse aqui em duas ocasiões, mas acho importante ressaltar novamente: o Womax não causa nenhum efeito colateral.

Ele funciona de maneira bem diferentes de vários outros produtos do mercado que já usei.

Este realmente vale a pena.

Já usei vários produtos, mas o Womax é o melhor
Bem, agora você sabe bastante sobre a minha experiência com o produto. Ele realmente é muito bom e vale a pena.

Se você deseja perde peso de maneira definitiva, não tem nenhum produto melhor.

Olha que eu já usei vários, alguns até me causaram efeitos colaterais horríveis e não deram nenhum resultado.

Já o Womax é totalmente diferente, sua fórmula 100% natural, além de não causar nenhum efeito colateral como eu já cometei aqui, ele vai te fazer perder peso de maneira muito mais efetiva.

Se você realmente deseja perder peso de uma vez por todas, tenha certeza de que esse é o melhor produto do mercado.

Relatos de Quem Já Teve Resultados

Reputação no Reclame Aqui
Algo que eu sempre faço antes de comprar qualquer produto é fazer uma análise detalhada sobre ele em tudo quando é site diferente. Assim eu consigo ter um bom background de tudo e decido se realmente vale a pena investir no produto. E foi o que eu fiz.

Eu verifiquei que o Womax no Reclame Aqui tem uma reputação invejável.

Afinal, não tem nenhuma reclamação de cliente sobre ele. O que deixa a credibilidade e fama desse produto ainda maiores.

Também dei uma olhada em vários outros sites e todos os relatos era muito positivos, por isso eu acabei escolhendo comprar o Womax. Realmente vale muito a pena.

Womax: Quantos Frascos Comprar
Compre pelo menos 3 fracos, pois, assim você vai conseguir usar o produto por um bom período de tempo.

Então, vai conseguir alcançar os melhores resultados possíveis.

Fazer o Pedido de Womax com Desconto
Se estiver interessada em comprar pelo valor promocional ainda dá tempo.

Basta acessar o link que vou deixar no final do artigo. Ao clicar você vai direto para o site oficial do produto, mas com o desconto exclusivo ativado para você comprar pelo menor preço disponível.

Realmente vale muito a pena.

Falta Bem Pouco…
Desejo que este artigo tenha sido útil para você, mas se ainda tiver alguma dúvida, comente.

Este artigo foi feito para ajudar você a tomar a melhor decisão. Eu já tinha usado vários outros produtos, mas nenhum me deu resultados tão bons quanto o Womax.

Então, eu espero que você aproveite o produto ao máximo e que consiga os melhores resultados.

Como eu havia prometido, vou deixar o link com desconto logo abaixo:

Fazendo o pedido do Womax (pelo menor preço)
Para fazer o pedido não tem segredo, você só precisa acessar o link abaixo para garantir o melhor desconto possível.

Ao acessar o link você irá para o site oficial do Womax. Chegando lá é só escolher, a quantidade, preencher os seus dados e confirmar o pedido. É bem simples.

Leia também: Phytophen Anvisa

Chegamos ao final de mais um artigo. E caso você ainda tem alguma dúvida sobre o produto, deixe um comentário, ficarei feliz em te responder.

Aproveite e desejo que você tenha ótimos resultados!